Matérias » Arqueologia

Os impressionantes tecidos vikings de 1,1 mil anos, encontrados na Noruega

Segundo os pesquisadores, a cova pertence a uma mulher que morreu entre os anos de 850 e 950 d.C.

Giovanna Gomes, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 20/06/2021, às 08h00

Objetos encontrados em cova na Noruega
Objetos encontrados em cova na Noruega - Divulgação/NTNU University Museum

Recentemente, a arqueólogaRuth Iren Øien realizou uma descoberta impressionante enquanto escavava a região de Hestnes, na Noruega, junto à sua equipe. Em uma cova datada de 1,1 mil anos estavam oito tecidos bordados da era viking, o que antes tinha sido presenciado somente em túmulos luxuosos na Dinamarca. 

Na cova, que devia ser do período entre 850 e 950 d.C., estava enterrada uma mulher. Junto a ela estavam duas peças de linho e seis de lã, além de um broche de três lóbulos, um achado raro na região.

Também havia pentes de lã e algumas centenas de pérolas em miniatura sobre o ombro direito do esqueleto, conforme informações da revista Galileu.

Conjunto de tecidos encontrado / Crédito: Divulgação/NTNU University Museum

 

Roupas de uma viking

Com a descoberta, os arqueólogos encontraram uma forma de estudar melhor as roupas usadas pelas mulheres da era viking. Conforme o comunicado publicado no Norwegian SciTech News, as peças deviam ser vestimentas tanto internas quanto externas.

“Imaginamos que a mulher usava um vestido-avental, que era preso com broches de tartaruga”, declarou Øien, quem é pesquisadora do Museu da Universidade NTNU, na Noruega. “Por baixo do vestido, ela provavelmente usava um casaco ou camisa de linho ou lã fina. Sobre os ombros, usava uma capa com elementos decorativos bordados”, acrescentou a especialista.

Itens caros 

Ruth ainda afirma que as capas usadas pelas mulheres que viveram na região na época costumavam ser forradas com um tecido de lã fina e que recebiam tranças estreitas nas bordas para fortalecer o pano. Para ela, os tecidos teriam um valor muito alto, assim como os broches e as pérolas que estavam na cova.

Para a produção de uma vela para barco, por exemplo, era necessária a lã de 2 mil ovelhas, o que fazia com que o ítem fosse avaliado entre 15 e 20 milhões de coroas norueguesas, o que equivaleria a um preço entre 9 e 14 milhões se convertido em reais.

Visão geral do local de escavação / Crédito: Divulgação/NTNU University Museum

 

“É certo que não era comum conseguir roupas novas todos os anos e muita coisa era passada adiante”, disse a pesquisadora, que considera a possibilidade da mulher ter confeccionado os panos encontrados.

Análise dos panos

De acordo com a Galileu, os arqueólogos declararam que o próximo passo será analisar as fibras de lã, para que então possam estudar a pigmentação dos tecidos e desvendar sua origem. "Analisar os isótopos na lã pode nos dizer se o tecido veio de ovelhas locais ou foi importado", explicou Øien.

Confira o comunicado completo.


+Saiba mais sobre arqueologia por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Arqueologia, de Pedro Paulo Funari (2003) - https://amzn.to/36N44tI

Uma breve história da arqueologia, de Brian Fagan (2019) - https://amzn.to/2GHGaWg

Descobrindo a arqueologia: o que os mortos podem nos contar sobre a vida?, de Alecsandra Fernandes (2014) - https://amzn.to/36QkWjD

Manual de Arqueologia Pré-histórica, de Nuno Ferreira Bicho (2011) - https://amzn.to/2S58oPL

História do Pensamento Arqueológico, de Bruce G. Trigger (2011) - https://amzn.to/34tKEeb

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W