Matérias » Personagem

Os presentes natalinos enviados anualmente por Freddie Mercury após a morte

De personalidade única, o vocalista do Queen fez grandes amizades que nunca foram esquecidas

Wallacy Ferrari Publicado em 27/09/2020, às 09h00

Freddie Mercury em apresentação com o Queen na Hungria
Freddie Mercury em apresentação com o Queen na Hungria - Divulgação/Youtube/VIDEO REMASTER ITA/23.12.2018

Freddie Mercury não apenas foi um símbolo de presença e amizade em cima dos palcos; em sua vida pessoal, sempre fez questão de enaltecer seu lado enérgico. O sucesso comercial com a banda fez o bigodudo se tornar um dos artistas mais bem pagos da época, resultando numa fortuna até a morte em 1991, aos 45 anos de idade.

A fortuna do vocalista do Queen, no entanto, foi dividida para um grupo de pessoas próximas ao músico, mas duas foram as principais herdeiras de seu império; Mary Austin, ex-noiva e melhor amiga da vida do cantor, responsável por receber os royalities de suas músicas, ganhos futuros com imagem, sua casa e quantias em dinheiro.

A Garden Lodge, mansão de Freddie avaliada em £ 22,5 milhões, mais £ 9 milhões acumulados em contas foram destinados para loira. Uma parcela confortável, amplamente menor, foi destinada ao último companheiro do músico.  Jim Hutton namorou o líder do Queen nos últimos sete anos de vida, mas não revelou a quantia. Juntos, seriam responsáveis pela administração de um antigo desejo do músico.

Mary Austin, Jim Hutton e Freddie Mercury reunidos em foto / Crédito: Divulgação/Twitter/queenarchive/04.12.2018

 

Desejo especial

Quando faleceu, faltava exatamente um mês para as comemorações natalinas. Nelas, já havia algo preparado para uma lista seleta de amigos íntimos, de maneira que Freddie pudesse imortalizar seu afeto. Sob a responsabilidade de Jim e Mary, um contrato foi assinado com a loja de presentes de luxo londrina Fortnum & Mason, ainda em 1991, para saciar um dos últimos desejos do cantor.

Anualmente, dezenas de cestas são enviadas para pessoas que conviveram com o bigodudo, contendo diversos doces, salgados, bebidas e até mesmo uma cartinha assinada pelo músico. Tudo isso especificado em seu testamento, de maneira que a magia natalina não fosse anulada por sua perda — que sempre planejou ser tranquila e com boas memórias.

Com isso, a tradição é realizada há 29 anos ininterruptos, sendo realizada através de um acordo vitalício que debita o dinheiro da herança. A loja que prepara as cestas fica localizada em Piccadilly, na cidade de Londres, mas envia presentes por amigos de todo o mundo. A lista nunca foi divulgada, mas teve alguns nomes revelados com o passar dos anos.

Uma das cestas de Natal prduzidas pela Fortnum & Mason / Crédito: Reprodução/Instagram

 

Amigos íntimos

Um dos primeiros presenteados seria um amigo conhecido por Freddie como Sharon, mas mundialmente famoso como Sir. Elton John; usando seus apelidos de drag queen, um amigo em comum de ambos ficou responsável por levar o presente ainda em 1991, na manhã de Natal. Embrulhado em uma fronha de travesseiro que pertenceu ao vocalista do Queen, Elton recebeu um presente exclusivo além da cesta.

“Abri e lá dentro havia uma aquarela de um dos meus pintores favoritos. Vinha com um bilhete de Freddie, que dizia: 'Querida Sharon, vi isto em um leilão e achei que você iria adorar. Te amo, Melina”, disse o cantor no livro de memórias ‘O Amor é a cura: Sobre vida, perdas e o fim da Aids’. Elton ainda acrescentou que, até os dias atuais, tem a fronha ao lado da cama para enaltecer a memória do amigo.

O assistente pessoal Peter Freestone, que conviveu com Freddie durante seus últimos 12 anos de vida, enalteceu a preocupação do músico, sempre que fazia uma boa amizade: “Tinha um caderno de aniversário com a data de nascimento de todos os seus amigos. Queria garantir que não esqueceria ninguém”, disse em entrevista ao Express Online.

++VÍDEO: Conheça Jim Hutton, o grande amor de Mercury


+Saiba mais sobre Freddie e o Queen em grandes obras disponíveis na Amazon

Freddie Mercury: A biografia definitiva, Lesley-Ann Jones (2013) - https://amzn.to/2RGcM9q

Queen nos bastidores,  Peter Hince (2012) - https://amzn.to/2slRCm9

Queen, Phil Sutcliffe (2011) - https://amzn.to/2Pat1tC

A Verdadeira História do Queen, Mark Blake (2015) - https://amzn.to/2EaAjaE

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W