Matérias » Entretenimento

Oscar 1999: Até Glen Close admitiu que Fernanda Montenegro merecia ter levado a estatueta

Em novembro de 2020, a atriz americana declarou à ABC que a estrela brasileira deveria ter sido contemplada pela atuação em ‘Central do Brasil’

Victória Gearini | @victoriagearini Publicado em 24/04/2021, às 09h00

Glenn Close em 2014 (esq) e Fernanda Montenegro em 2015 (dir)
Glenn Close em 2014 (esq) e Fernanda Montenegro em 2015 (dir) - Creative Commons

Em 1999, a ilustre atriz brasileira Fernanda Montenegro concorreu ao Oscar na categoria Melhor Atriz, após a sua memorável atuação no filme nacional ‘Central do Brasil’. Contudo, a atriz Gwyneth Paltrow foi a grande vencedora da premiação devido a encenação na produção ‘Shakespeare in Love’.

O assunto voltou à tona em novembro de 2020, durante uma entrevista da atriz Glenn Close à rede americana ABC. A estrela declarou que a brasileira deveria ter ganhado o Oscar daquele ano, no lugar de Gwyneth Paltrow.

O Oscar de 1999

No Oscar de 1999, Cate Blanchett, Meryl Streep, Gwyneth Paltrow,Emily Watson e Fernanda Montenegro concorreram na categoria 'Melhor Atriz'. Contudo, a grande vencedora da estatueta foi a atriz Gwyneth Paltrow, pela atuação no aclamado filme ‘Shakespeare in Love’. 

Gwyneth Paltrow em ‘Shakespeare in Love’ / Crédito: Divulgação / Universal Pictures

 

Já no final do ano passado, Glenn Close foi convidada pela ABC para promover o seu novo filme ‘Era uma vez um sonho’. Durante a entrevista, a atriz foi questionada sobre como encara a opinião alheia em torno de premiações. 

"Honestamente, eu nunca entendi como é possível comparar atuações. Eu lembro aquele ano em que Gwyneth Paltrow ganhou daquela atriz incrível de 'Central do Brasil.' Eu pensei o quê? Isso não faz sentido", afirmou a atriz norte-americana em entrevista à ABC.

Fernanda Montenegro, por sua vez, agradeceu a colega, por meio do seu perfil oficial no Instagram. Glenn Close já foi indicada ao Oscar sete vezes, sendo a mais recente em 2019. Entretanto, a estrela norte-americana nunca levou uma estatueta.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Fernanda Montenegro (@fernandamontenegrooficial)

 

O aclamado filme ‘Central do Brasil’

Dirigido por Walter Salles e escrito por João Emanuel Carneiro e Marcos Bernstein, o filme franco-brasileiro, ‘Central do Brasil’, foi lançado em 1998, sendo bem recebido pela crítica nacional e internacional. 

A pré-estreia mundial do longa se deu no dia 16 de janeiro de 1998, durante uma mostra regional de cinema na Suíça. Do gênero drama, a produção contou, ainda, com grande elenco, sendo estrelada por Fernanda Montenegro e Vinícius de Oliveira. 

Josué (Vinícius de Oliveira) e Dora (Fernanda Montenegro) / Crédito: Divulgação / Europa Filmes

 

Ambientada no Brasil, a trama conta a história de Dora(Fernanda Montenegro), uma professora aposentada que trabalha ajudando pessoas analfabetas na Estação Central do Brasil. Diante deste cenário, ela conhece Josué (Vinícius de Oliveira), um garoto que acaba de perder a mãe e sonha em encontrar o pai que mora no Nordeste.

Aclamada pela crítica nacional e internacional, a produção recebeu diversos prêmios e indicações ao redor do mundo. Na categoria de Melhor Filme Estrangeiro, venceu o BAFTA, o Globo de Ouro, National Board of Review e o Prêmio Satellite.

Já em 2015, entrou para a lista dos 100 Melhores Filmes Brasileiros de Todos os Tempos, organizada pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema, conforme divulgou o site Gazeta do Povo.


+Saiba mais sobre o tema por meio de grandes obras disponíveis na Amazon: 

Prólogo, ato, epílogo: Memórias, de Marta Góes (2019) - https://amzn.to/3ffiE57

A odisseia do cinema brasileiro, de Laurent Desbois (2016) - https://amzn.to/3qMPptK 

História do cinema mundial, de Franthiesco Ballerini (2020) - https://amzn.to/2Weo06h

Três roteiros, de Kleber Mendonça Filho (2020) - https://amzn.to/3n6vJyZ

O que é o cinema?, de André Bazin (2018) - https://amzn.to/2Kb9Hwi

A História do Cinema para quem tem pressa, de Celso Sabadin (2018) - https://amzn.to/3gwSUjo

O Discurso cinematográfico, de Ismail Xavier (2008) - https://amzn.to/3gvP6iu

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W