Matérias » Revolução Mexicana

Pancho Villa, o protagonista da Revolução Mexicana

Nesta data, em 1910, eclodia a revolução popular que mudou a política do país. Um século depois, a vida do líder mexicano ainda é cercada por mitos

Fabiano Onça Publicado em 20/11/2019, às 08h00

Pancho Villa em um acampamento de insurgentes
Pancho Villa em um acampamento de insurgentes - Wikimidia Commons

Quando o rei Leônidas, líder dos espartanos, finalmente sucumbiu, varado de flechas, diante do gigantesco exército persa nas Termópilas, o destino de seus restos mortais foi pavoroso: a cabeça foi cortada e o corpo, pendurado numa estaca. Com Pancho Villa, o destino foi quase o mesmo.

Morto numa emboscada em 1923, seu cadáver ostentava 150 perfurações de bala. Enterrado, ainda assim seu corpo não teve descanso. Seu túmulo foi violado e sua cabeça, decepada. O que existiria em comum entre os dois homens? Uma obstinada luta por seus ideais, tão ardente, aguerrida e incondicional que provocou em seus inimigos um ódio de igual envergadura.

O caso de Villa, entretanto, foi pior que o de Leônidas. Após sua morte, seus detratores continuaram a combater seu fantasma, passando para o mundo, nas décadas seguintes, a imagem anedótica do pistoleiro mexicano beberrão, um homem cruel, um bandoleiro com postura duvidosa.

Sem dúvida, Pancho Villa era um homem passional. Mas a análise feita pelo historiador mexicano Paco Ignácio Taibo II (idealizador da famosa Semana Negra de Gijón, um festival literário fundado em 1988) finalmente coloca contra a parede os mitos e fantasias que cercam um dos maiores protagonistas da Revolução Mexicana.

Em termos militares, Villa era conhecido por sua engenhosidade. Prova disso é sua fantástica fuga durante a Expedição Punitiva realizada pelo governo americano em 1916, com um contingente de 6 mil homens e oito aviões, liderados pelo general John Pershing. Villa não só despistou os “gringos”, como fugiu do cerco promovido pelo Exército mexicano, que havia se juntado à caçada.

Trem de Tróia

Em outro episódio, Villa demonstrou uma genialidade digna de Ulisses, ao tomar Ciudad Juarez utilizando o mesmo estratagema do cavalo da Guerra de Tróia. Pancho e seus homens queriam entrar na cidade. Assim, interceptaram um trem carregado de carvão que saía de Ciudad Juarez.

Em seguida, obrigaram o maquinista a mandar um telégrafo, dizendo que tropas de Villa haviam bloqueado os trilhos. A central imediatamente mandou o maquinista dar marcha a ré, voltando para Ciudad Juarez. O que os defensores da cidade não imaginavam é que Villa já havia tomado o trem e abarrotado suas tropas dentro dele. Quando deram por si, Villa já havia penetrado na cidade.

Finalmente, o livro desfaz a idéia de um Villa inconsequente. A começar pelo fato de ele ser um declarado abstêmio. Não são poucos os episódios em que o rebelde mexicano destruiu depósitos de bebidas ou mesmo mandou fuzilar oficiais bêbados. Quando governou Chihuahua, seu lema era fechar cantinas e abrir escolas.

Em apenas um mês, Villa tinha aberto 50 escolas em Ciudad Juarez, uma cidade de pouco mais de 40 mil habitantes. Muitos ainda o vêem como um assassino sanguinário. Mas o “centauro do norte”, ao menos com a chegada desta biografia, poderia eventualmente ser alçado ao panteão dos grandes líderes militares da história.


Saiba mais sobre a Revolução Mexicana através de importantes obras

1. A Revolução Mexicana, de Carlos Alberto Sampaio Barbosa - https://amzn.to/2Qv9S6G

2. À Sombra da Revolução Mexicana. História Mexicana Contemporânea. 1910-1989, de Héctor Aguilar Camín - https://amzn.to/35hmu5y

3. A fotografia a serviço de Clio: uma Interpretação da História Visual da Revolução Mexicana (1900-1940), de Carlos Alberto Sampaio Barbosa - https://amzn.to/35aTXP4

4. O Vento das Reformas: Lázaro Cárdenas e a Revolução Mexicana (1934-1940) , de Ival de Assis Cripa 

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.