Matérias » Crimes

Pedofilia, drogas e morte: o assassinato que escandalizou a Era Dourada de Nova York

As relações tumultuadas e controversas de Evelyn Nesbit se transformaram em uma disputa mortal entre dois milionários americanos

Fabio Previdelli Publicado em 29/03/2020, às 15h00 - Atualizado às 20h00

A modelo e corista Evelyn Nesbit
A modelo e corista Evelyn Nesbit - Wikimedia Commons

Apesar de ser considerada uma mulher adorável, Evelyn Nesbit também era muito imprudente. Ao se mudar para Nova York em 1898, com a tenra idade de 14 anos, ela se tornou corista, modelo e, até mesmo, atriz. Embora vivesse uma vida pacata e tranquila em uma pequena cidade da Pensilvânia, ela se adaptou rapidamente ao caos da cidade grande — que, em contra partida, também a moldou em vários sentidos.

Enquanto ela exercia a função de corista, ele conheceu muitos homens que lhe ofereciam presentes e jantares caros. Apesar das ofertas, ela os recusava, em virtude deles serem muito mais velhos que ela.

Porém, em um desses encontros, ela chamou a atenção de Stanford White — o arquiteto mais importante da era dourada de Nova York. Além do seu talento, White também era conhecido por sua natureza predatória. Ele foi referido, quase comicamente, como um sátiro predatório com um desejo por meninas e por sexo selvagem.

O arquiteto Stanford White / Crédito: Wikimedia Commons

 

O que não era cômico era o fato de que muitas garotas eram loucamente apaixonadas por sua riqueza e poder. Assim, havia um fluxo interminável delas em seu casebre subterrâneo, que era conhecido como Sewer Club (Clube dos Esgotos, em tradução literal).

Depois de vê-la atuar, o arquiteto convenceu uma das colegas de coro de Nesbit a levá-la ao seu apartamento, na West 24th Street, para tomar uma bebida. Nesbit concordou alegremente. 

A perda de sua inocência infantil

Depois do almoço, a moça foi levada para os aposentos privados de White, no segundo andar de seu luxuoso apartamento de vários andares. Lá, ele a levou para um quarto totalmente coberto de veludo vermelho, com um balanço pendurado no teto.

Embora ela tenha descrito Stanford White como terrivelmente velho, ela acabou encorajada pelo balanço, como num déjà-vu de sua diversão juvenil. Ela permaneceu no apartamento por horas, balançando pela sala enquanto White a empurrava.

Nas semanas seguintes, Stanford White, que tinha 47 anos na época, passou a cortejar ainda mais Evelyn Nesbit e até ganhou a confiança de sua mãe superprotetora. Como vinha se desenhando desde o início, White se aproveitou carnalmente da jovem estrela.

Evelyn Nesbit em 1901 / Crédito: Wikimedia Commons

 

Enquanto sua mãe estava ausente no fim de semana, White convidou Nesbit para ficar em seu apartamento. Depois de uma noite bebendo champanhe, Nesbit acordou nua na cama do arquiteto, com as pernas cobertas de sangue. Quando ela gritou, White a confortou. "Não chore, gatinha", disse. "Está tudo acabado. Agora você pertence a mim”.

Apesar de suas dúvidas e de sua rápida compreensão do verdadeiro objetivo do balanço de veludo, Evelyn Nesbit se recusou a deixar Stanford White. Logo, ela o via todos os dias e eles passavam muitas noites seguidas em seu luxuoso apartamento. Ele a regou com presentes, incluindo colares de pérolas, anéis de diamante e peles de raposa branca.

O início de um novo relacionamento

Ao mesmo tempo, porém, outro empresário havia se encantado por Nesbit. O nome dele era Harry Thaw. Herdeiro de uma fortuna multimilionária de ferrovias, era um notório gestor de proporções semelhantes a Gatsby.

Ele usava todo o tempo e dinheiro de seu pai de maneira generosa e exacerbada: comprando altas quantidades de álcool, em festanças com prostitutas e suprindo seu vício em speedball — uma mistura de cocaína com heroína.

Quando conheceu Evelyn Nesbit, Thaw se apresentou como Sr. Munroe. Ele assistiu a 40 de suas apresentações e enviou flores, cartas e diversos outros mimos para a jovem. A princípio, ela recusou os avanços dele, mas acabou sucumbindo depois de um tempo. Assim como Stanford White, Harry Thaw também começou a impressionar a mãe de Nesbit, prometendo que daria a sua filha uma vida inteira de cuidados e proteção.

O empresário Harry Thaw / Crédito: Wikimedia Commons

 

Tempos depois, eles foram passar férias em um luxuoso transatlântico em Paris. Nessas férias, Evelyn Nesbit revelou seu tumultuado relacionamento com Stanford White, contando a Thaw tudo sobre a primeira noite juntos deles e sobre o balanço de veludo de White.

Chocado, Thaw disse a Nesbit que ela nunca precisaria se preocupar. Ao retornar para Nova York, eles se casaram. Numa noite de junho de 1906, o casal jantou em um restaurante de luxo chamado Cafe Martin. Lá, Evelyn Nesbit notou a presença de Stanford White, que estava sentado no bar. Assustada, ela se esforçou para contar ao marido, mas quando conseguiu a atenção dele, White já havia saído de lá.

O crime que chocou Nova York

Embora ele parecesse incomodado com a presença de White no Cafe Martin, Thaw, de repente, anunciou que tinha ingressos para um novo musical, Mamzelle Champagne, que estreara no teatro do último andar do Madison Square Garden.

Coincidentemente —ou não —, White também tinha planos de assistir à performance. Enquanto todos estavam sentados em seus assentos, Thaw se levantou e foi direto para White. Puxando uma pistola do casaco, ele disparou três tiros contra o homem, a menos de dois metros de distância. Dois dos disparos atingiram White na parte de trás da cabeça, o terceiro no ombro.

Jornal com manchete do crime / Crédito: Wikimedia Commons

 

No começo, ninguém entendeu o que tinha acontecido. A ficha só caiu quando pessoas que estavam na plateia perceberam que faltava metade do rosto de Stanford White. Assim, o pânico se instalou no local. "Eu fiz isso porque ele arruinou minha esposa!", gritava Harry Thaw. “Ele se aproveitou da garota e depois a abandonou!”.

O advogado de Thaw argumentou no tribunal que seu cliente era louco e que ele não merecia ir para a prisão, mas sim para um hospício, onde ele poderia ser tratado adequadamente. Usando o testemunho de Evelyn Nesbit, a promotoria aceitou que Harry era um homem profundamente perturbado, mas alguém que, no entanto, sabia exatamente o que estava fazendo quando matou Stanford White. Assim, o julgamento acabou sendo suspenso.

A liberdade e os últimos anos de vida

Dois anos depois, ele voltou ao tribunal. Desta vez, foi declarado louco e confinado no Hospital Estadual Matteawan. A riqueza de sua família lhe proporcionou uma vida confortável e, após sete anos, ele foi libertado.

Harry Thaw na prisão / Crédito: Wikimedia Commons

 

Já em liberdade, Harry Thaw morreu em Miami, em 1947, vítima de um ataque cardíaco. Como herança, Nesbit recebeu 10 mil dólares. Apesar do escândalo social que levou Evelyn a ser muito mais conhecida, ela desapareceu no ostracismo. Anos depois, mudou-se para Los Angeles e se tornou pintora. Faleceu, em 1967, aos 82 anos.


+Saiba mais sobre o tema por meio das obras disponíveis na Amazon:

Evelyn As: Portraits of Evelyn Nesbit, de Christine Butterworth-McDermott (Ebook) - https://amzn.to/2QRwcaa

American Eve: Evelyn Nesbit, Stanford White, the Birth of the "It" Girl, and the Crime of the Century, de Paula Uruburu (2009) - https://amzn.to/3dFkl95

The Trial of the Century: Evelyn Nesbit and the Murder of Stanford White, de Charles River Editors (Ebook) - https://amzn.to/39rxVcy

The Girl on the Velvet Swing: Sex, Murder, and Madness at the Dawn of the Twentieth Century, de Simon Baatz (2019) - https://amzn.to/33PbahA

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du