Matérias » Inglaterra

Polari: uma alternativa para os gays na Inglaterra preconceituosa do século 20

A língua foi criada em meados do século passado para contornar as rígidas leis contra a homossexualidade existentes no Reino Unido

Giovanna Gomes Publicado em 10/11/2020, às 09h44

Bandeira LGBT
Bandeira LGBT - Wikimedia Commons

Em diversas sociedades, ao longo da história, houve repreensão e punição para aqueles que se relacionassem com pessoas do mesmo sexo. No Reino Unido, em meados do século passado, a situação não era diferente: existiam leis com a finalidade de banir a homossexualidade da sociedade britânica.

Até o ano de 1967, relaçoes homoafetivas eram proibidas por lei tanto na Inglaterra, quanto no País de Gales. Relações sexuais entre homens ou entre mulheres eram tidas como crime e resultavam em prisão.

Pessoa presa - Pixabay

 

Assim, como forma de resistir à opressão, os gays começaram a desenvolver uma linguagem própria: somente as pessoas que englobavam a comunidade poderiam compreendê-la.

Segundo a BBC, durante os anos 1950 e 1960, o dialeto estava em alta, sendo que mesmo figuras públicas como o comediante britânico Kenneth Williams, que muitas vezes falava para um público de mais de 20 milhões de pessoas na rádio do veículo, utilizavam termos Polari.

Sobrevivendo

Polari era, na verdade, um conjunto de gírias com uma origem que remonta ao período que compreende 1700 e 1800. A princípio, era utilizada por gays, membros de companhias de teatro, performers, marinheiros e ciganos, sendo que, muitos dos termos utilizados na língua Polari, derivavam das palavras do idioma dos ciganos. Além disso, termos em italiano eram empregados no vocabulário. 

Liberdade - PxHere

 

Na Inglaterra, a frase “Bona to vada your dolly old eek!”, por exemplo, por mais que parecesse sem sentido para quem não fizesse parte do grupo, era repleta de significado. Esta era a saudação que homens homossexuais diziam entre si. A tradução desta frase em específico seria algo como "é bom ver seu belo rosto". Com a linguagem era possível conversar sobre qualquer coisa do dia a dia de maneira secreta.

Desuso da Polari

No entanto, pelo fato de a língua ter sido criada para ser secreta, alguns gays mais jovens passaram a vê-la como algo ultrapassado após 1967, ano em que a homossexualidade foi descriminalizada.

Eles viam a Polari como uma forma de defesa que foi necessária em uma época em que se uma pessoa não era heterossexual, ela era uma criminosa, e passaram a dar mais ênfase à libertação e ao orgulho homoafetivo.

Pessoas de mãos dadas contra o preconceito - Getty Images

 

Com o tempo, a linguagem foi caindo em desuso, sendo que cada vez menos pessoas a conheciam. No entanto, nos últimos anos, com a ascensão dos movimentos pela causa LGBT, a Polari foi resgatada e passou a ser tida como uma importante linguagem histórica que foi utilizada por pessoas que arriscaram suas vidas para serem quem elas eram de fato, enfrentando uma sociedade extremamente preconceituosa.


+Saiba mais sobre a homossexualidade por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Frescos Trópicos. Fontes Sobre a Homossexualidade Masculina no Brasil - Coleção Baú de Histórias, de Janes N. Green - https://amzn.to/3lhhO8j

Além do Carnaval, de James N. Green - https://amzn.to/3lhmV8h

Devassos no Paraíso (4ª edição, revista e ampliada): A homossexualidade no Brasil, da colônia à atualidade, de João Silvério Trevisan - https://amzn.to/32vzVjm

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W