Matérias » Curiosidades

Principalmente o 'nº2': Veja 5 coisas que astronautas não conseguem fazer 'direito' no espaço

Ambiente a quilômetros de distância nosso planeta é muito diferente do que muitos imaginam

Fabio Previdelli Publicado em 12/06/2021, às 07h00

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Pixabay

Quando criança, muitas pessoas tem o sonho de serem astronautas. A dúvida em relação ao mundo, espaço e nossa galáxia nos faz ter uma série de questionamentos e vislumbrar que a profissão nos oferecia ver o mundo sob outra perspectiva.  

De fato, ter a oportunidade de viver a vida fora da Terra, mesmo que por alguns dias, semanas, enfim... deve ser uma experiência única. Porém, apesar disso, engana-se quem pensa que a rotina no espaço seja totalmente confortável, muito pelo contrário, o ambiente a quilômetros de distância nosso planeta faz com que a vivência por lá tenha que ser adaptada.  

Pensando nisso, separamos 5 coisas que os astronautas não conseguem fazer ‘direito’ no espaço. 

1. Escrever 

Outra missão muito complicada no espaço é a de usar uma caneta. Afinal, como aponta matéria da Galileu, a caneta que usamos em nosso cotidiano depende da gravidade para que sua tinta flua para a ponta. Sendo assim, ela não funciona de jeito nenhum no espaço. 

Imagem ilustrativa/ Crédito: Pixabay

 

Para isso, o objeto acabou sendo substituído, originalmente, por um lápis mecânico, como explica matéria da Scientific American. Porém, tudo mudou em meados da década de 1960, quando a empresa Fisher Pen Company passou a produzir uma caneta que tinha cartucho que puxava a tinta para ponta, o que permitia que ela fosse usada não só de cabeça para baixo, como também quando estivesse submersa e exposta a temperaturas extremas. 


2. Fazer o nº2 

Usar o banheiro é uma necessidade de qualquer pessoa e quando você está no espaço isso não é diferente. Quer dizer, a necessidade não é diferente, mas o jeito de você se aliviar é. Como recorda matéria publicada pela equipe do site do Aventuras na História, ao longo das missões espaciais, a NASA mudou muito a maneira como os astronautas fazem isso. 

Imagem ilustrativa/ Crédito: Pixabay

 

Além de não dispor de um nível de conforto mínimo — para se ter uma ideia um banheiro espacial nem porta tem —, os astronautas precisam se preocupar ainda com que nenhum resquício de dejetos sai voando por aí.

“O número dois... é bem mais desafiador porque você está tentando atingir um alvo pequeno”, relatou a astronauta Peggy Whitson, que passou 665 dias no espaço, em entrevista à revista Business Insider.


3. Dormir

Segundo a Galileu, um astronauta vê, por dia, o pôr do sol mais de 16 vezes. Com isso em mente, é fácil imaginar que eles possuem certo problema para regular suas horinhas de sono, afinal, sincronizar a soneca com os padrões de luz se torna uma tarefa complicada, certo? 

Bom, mais ou menos. De acordo com matéria do Space, os astronautas passam por um treinamento intensivo para aprender a regular seu sono. Além disso, a NASA oferece aos tripulantes um apoio psicológico antes, durante e depois de suas missões, assim como especialistas em saúde comportamental. A Terapia Cognitivo Comportamental (TCC) também é aplicada em alguns casos. 


4. Chorar 

É possível derramar lágrimas no espaço?

Foi essa pergunta que o astronauta canadense Chris Hadfield recebeu de um seguidor no Twitter. A resposta, é claro, foi surpreendente, afinal, os líquidos se comportam de maneira muito diferente devido aos efeitos da microgravidade.  

“Chorar no espaço? Os seus olhos fazem lágrimas, mas elas ficam em forma de uma bola líquida. Na verdade, elas até pinicam. Lágrimas espaciais não caem”, explicou Hadfield.

Portanto, por mais que um astronauta sinta saudades de casa estando a mais de 400 quilômetros da Terra — distância essa entre nosso planeta e a Estação Espacial Internacional, segundo matéria do UOL —, não é tarefa nada fácil demonstrar isso.


5. Ter relações sexuais 

Bom, o primeiro ponto disso é que o ato é proibido durante missões espaciais. Além disso, mesmo que os astronautas quisessem, a tarefa não é nada fácil, principalmente para os homens.  

Isso porque os efeitos da gravidade não só causam dores de cabeça e náuseas como também aumenta o fluxo sanguíneo, o que compromete a ereção masculina. Fora o fato dos astronautas terem que dormir amarrados, o que impossibilita qualquer interação maior entre duas pessoas.  

O astrônomo John Millis deu uma entrevista ao The Sun Online dizendo que fazer sexo no espaço seria parecido como tentar praticá-lo enquanto “se pula de paraquedas”. 

"Os problemas envolvem queda livre, microgravidade e o ambiente que os astronautas vivenciam. Mesmo o toque mais suave já dificulta o contato se as duas pessoas não estão bem presas. Os astronautas teriam que se segurar na estação espacial e entre eles", disse Millis.


++Saiba mais sobre o tema por meio de grandes obras disponíveis na Amazon

Picturing Apollo 11: Rare Views and Undiscovered Moments (Edição Inglês), de J. L. Pickering e John Bisney (2019) - https://amzn.to/2UcNKiD

NASA Mission AS-506 Apollo 11 Owners' Workshop Manual: 50th Anniversary of 1st Moon Landing (Edição Inglês), de Christopher Riley e Philip Dolling (2019) - https://amzn.to/2AEMRbO

Moonshot: The Flight of Apollo 11 (Edição Inglês), de Brian Floca (2019) - https://amzn.to/2XA5LK0

Moonfire - the epic journey of apollo 11 (Edição Inglês), de Colum Mccann (2020) - https://amzn.to/3ePsCqA

Moonbound: Apollo 11 and the Dream of Spaceflight (Edição Inglês), de Jonathan Fetter-Vorm (2019) - https://amzn.to/2Ue8iHo

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W