Matérias » Esporte

Adidas e Puma: a briga entre irmãos que dividiu uma cidade por quase 60 anos

Os irmãos Adolf e Rudolf Dassler, criadores das empresas, tinham uma rivalidade tão forte que foram capazes de mudar as relações sociais de uma cidade inteira

Isabela Barreiros Publicado em 22/05/2020, às 09h00

Adolf e Rudolf Dassler
Adolf e Rudolf Dassler - Wikimedia Commons

Mesmo que duas empresas do mesmo ramo, neste caso, de equipamentos esportivos, compitam entre si naturalmente, o caso das empresas Adidas e Puma é um pouco mais complexo e envolveu uma briga de família.

Os irmãos Adolf e Rudolf Dassler foram os responsáveis pela criação, o primeiro, da Adidas e o segundo da Puma. Mas isso aconteceu após uma ruptura entre os dois.

Eles eram sócios na empresa Dassler Brothers Sports Shoe Company, localizada em Herzogenaurach, na Alemanha. Desde 1920, os irmãos administravam a empresa juntos, cada um cuidando de uma parte diferente. Adolf era responsável por pensar e desenvolver os sapatos e Rudolf lidava com o comercial, vendendo os produtos.

A empresa começou a crescer depois de um acontecimento em específico. Os irmãos, mesmo sendo filiados ao partido nazista de Hitler, conseguiram convencer o atleta afro-americano Jesse Owens a usar os tênis da marca nas Olimpíadas de 1936. 

Depois de Owens ganhar 4 medalhas na competição que fazia propaganda da superioridade ariana, a empresa passou a faturar em dobro. E esse teria sido o fator responsável pelo atrito dos irmãos. Além disso, as esposas dos dois também não se davam bem - o que facilitaria a relação. 

Os irmãos decidiram dividir a companhia — exatamente na metade —  e construíram as fábricas em lados opostos da cidade, as pessoas que trabalhavam nelas foram divididas, assim como todo o resto da cidade. A rivalidade entre as duas empresas cresceu tanto que se estendeu para praticamente todos os habitantes da região de Herzogenaurach. 

Os moradores da "cidade dos pescoços tortos", como ficou conhecida, olhavam primeiro para os sapatos da outra pessoa antes de começar uma conversa. As lojas poderiam vender tênis de apenas uma das marcas, tendo que escolher o seu “lado”. Também foi especulado que pessoas não namoravam ou tinham relações com outras que preferiam a empresa oposta. 

Como esperado, Adolf e Rudolf trabalhavam de maneiras diferentes. Como Adolf fazia os sapatos na empresa “primogênita”, ele tinha mais conhecimento técnico e conseguia produzir melhor os tênis da Adidas, já Rudolf, tinha facilidade com a movimentação dos produtos, tendo uma ótima equipe comercial. Mas os dois não esperavam uma outra concorrente: a Nike. Ela abalou o domínio das duas empresas no setor esportivo. 

Foi apenas em 2009 que um ato de paz simbólico foi feito para tentar controlar a rivalidade de anos na região. Mesmo que, de acordo com a CNN, os irmãos tenham sido enterrados em lados opostos do mesmo cemitério, representando a disputa entre eles, os funcionários das correspondentes empresas jogaram uma partida amistosa de futebol no intuito de romper com essa história.