Matérias » Personagem

Quando Edmundo se encrencou por dar cerveja para um macaco

Jogador do Vasco da Gama na época, o Animal protagonizou uma enorme polêmica durante o aniversário de um ano de seu filho

Fabio Previdelli | @fabioprevidelli_ Publicado em 10/04/2022, às 00h00

Edmundo dando cerveja para um macaco
Edmundo dando cerveja para um macaco - Divulgação/Lance

Com a mesma proporção que era craque dentro de campo, Edmundo tinha vocação para causar polêmicas fora das quatro linhas. Em 1999, o ídolo do Palmeiras e do Vasco da Gama vivia sua terceira passagem pela equipe cruzmaltina após jogar na Fiorentina da Itália.  

Em setembro daquela temporada, o Animal, como era chamado, se envolveu em mais uma controvérsia, desta vez em um episódio que se passou durante o aniversário de um ano de seu filho.

A festa pós jogo

No dia 22 daquele mês, uma quarta-feira, Edmundo fez chover em partida válida contra o Corinthians pelo Campeonato Brasileiro. Com dois gols do camisa 7, o Gigante da Colina bateu o Timão por 4x2 em jogo realizado no Estádio do Pacaembu. 

O resultado importante deu um motivo a mais para o craque comemorar o aniversário do seu filho, Edmundo Júnior, que foi realizado no dia seguinte. Na ocasião, conforme recorda matéria da Folha de São Paulo, foi armado um grande circo no campo de futebol na casa do atacante, na Barra da Tijuca, para celebrar o aniversário.

"Era aniversário de um ano do meu filho, Edmundo Júnior. Nós [eu e Donizete] temos uma amiga em comum, a Ligia, ela era nossa assessora de imprensa e ela era assessora de imprensa do circo também", recorda Edmundo, mais de duas décadas depois, em entrevista à Vasco TV. 

"Foi depois de um jogo em São Paulo, contra o Corinthians, 4 a 2, eu fiz dois gols. O jogo foi numa quarta-feira e o aniversário do meu filho era na quinta. A gente foi direto para casa, folga. Eu atendi o pessoal da imprensa lá na porta de casa, feliz porque a gente tinha ganhado”, relembra o Animal. 

O pessoal pediu pra entrar pra fazer umas filmagens. Aí é aquela história... o pessoal do circo veio com um macaco, o Odvan me deu um chopp, e o macaco fazia assim [gesto com a boca]. Aí eu perguntei pro dono do circo: 'Pode?' O cara disse que podia, aí eu dei a cerveja pro macaco, um milhão de fotos, enfim... Eu me ferrei feio naquela época", completa o Camisa 7. 

Edmundo foi punido?

Na ocasião, segundo a Folha, a Sociedade Protetora dos Animais entrou com um pedido ao Ministério Público para que providências fossem tomadas contra o atacante cruzmaltino. Edmundo foi enquadrado na lei federal 9.605, que considera crime "praticar atos de abuso, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos, domesticados, nativos ou exóticos".

Segundo a diretoria da entidade, o atacante havia colocado o chimpanzé Pedrinho, apelidado de Odvan (nome de um zagueiro do Vasco), em seu colo e dado um copo de chopp ao animal. O macaco teria ficado bêbado e, por consequência, não conseguiu participar do show.

A pena prevista para a violação do artigo era de três meses a um ano de prisão, além de uma multa que variava entre R$ 500 e R$ 2.000. Edmundo também foi notificado pelo Ibama, mas, segundo o portal Terra, acabou não sendo punido.