Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Matérias / Mundo

Alvo de disputa: a saga da corda usada para matar Saddam Hussein

Utilizado na execução do ditador iraquiano, objeto recebeu uma oferta multimilionária no ano de 2015

Redação Publicado em 17/07/2022, às 13h00

O ditador iraquiano Saddam Hussein, quem foi morto em 2006 - Getty Images
O ditador iraquiano Saddam Hussein, quem foi morto em 2006 - Getty Images

Condenado à morte no ano de 2006 sob acusações de assassinato, tortura, entre diversos outros crimes, Saddam Hussein esteve no poder como ditador do Iraque por 23 anos. Ele, quem estava à frente do país desde 1979, acabou deposto em 2003, durante a invasão da coalização internacional, da qual faziam parte o Reino Unido e os EUA.

Anos mais tarde, em 2015, a corda com a qual o político foi enforcado foi vista na casa do ex-conselheiro da Segurança Nacional do Iraque Mowaffak al-Rubaie, quem foi o responsável por conduzir Hussein até o local da execução.

Segundo informações do tabloide britânico Daily Mail, a corda, que estava enrolada no pescoço de um busto de ditador, logo virou objeto de disputa, recebendo ofertas na internet.

Oferta milionária

Na época, o site Al-Araby Al-Jadeed reportou que as imagens do artefato chamaram  a atenção de muitas pessoas, incluindo dois empresários do Kuwait, uma rica família israelense, além de uma organização religiosa iraniana, que lançaram suas ofertas pela corda.

Corda usada na execução de Saddam Hussein em estátua / Crédito: Divulgação / YouTube / AFP News Agency

Um desses interessados chegou a oferecer uma quantia que, convertida em reais naquele ano, seria equivalente a incríveis 19 milhões. Contudo, al-Rubaie, que pedia bem mais pelo objeto, não aceitou a proposta.

Críticas

De acordo com o portal Terra, se por um lado surgiu um cenário de disputa pela corda, por outro houve críticas, especialmente por parte de grupos de ativistas dos direitos humanos. É o caso do militante Ahmeed Saheed, que defendia que, em caso de venda, o dinheiro deveria ser doado ao tesouro iraquiano.

Saddam Hussein em 2006 / Crédito: Getty Image

Desprezo por Hussein

Em entrevista concedida ao The Independent no ano de 2013, al-Rubaie revelou que sentia um completo desprezo por Saddam Hussein em razão dos crimes que cometera.

"Eu esperava que ele mostrasse algum remorso pelor crimes terríveis que cometeu e pelas centenas de milhares de pessoas que matou...mas não havia remorso nenhum", disse o homem, que fez parte do Conselho de Governo Iraquiano depois que o ditador foi deposto. Na época, por causa de seus ideais políticos, ele chegou a ser torturado por pessoas que ainda trabalhavam para Hussein.

Mowafakk contou ainda que, após a execução, um de seus funcionários lhe entregou parte da corda que foi utilizada para matar o ditador. Assim, achando apropriado, colocou-a no pescoço de uma estátua de Hussein, quem está enterrado em Al-Awja, na cidade iraquiana de Tikrit.


+Saiba mais sobre Saddam Hussein por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Saddam Hussein: A Life From Beginning to End, Hourly History - https://amzn.to/37bRfdb

Saddam Hussein: A Political Biography, Efraim Karsh e Inari Rautsi (2007) - https://amzn.to/37lLdqH

Saddam Hussein: A Brief History of the "Butcher of Baghdad", Larry Slawson - https://amzn.to/2PZuIdZ

The Ba'thification of Iraq: Saddam Hussein's Totalitarianism (English Edition), Aaron M. Faust (2015) - https://amzn.to/2tTTZxT

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W