Matérias » Personagem

Revolução e contracultura: a saga do poeta Allen Ginsberg

Dono de ideologias afiadas, foi um dos fundadores da Geração beat, fenômeno que reverteu o cenário cultural dos anos 1950

Pamela Malva Publicado em 25/03/2021, às 13h30

Fotografia de Allen Ginsberg em meados de 1957
Fotografia de Allen Ginsberg em meados de 1957 - Divulgação

Seja na Semana de Arte Moderna de 1922 em São Paulo, ou no Dadaísmo, os artistas sempre encontraram uma forma de reverter padrões através de suas produções. Foi isso que um grupo de poetas e escritores tentou fazer ao fundar a Geração beat.

Filho de um imigrante russo que também escrevia seus próprios versos, Allen Ginsberg foi um dos maiores expoentes do fenômeno cultural. Foi ele quem criou o poema que iria inaugurar o movimento, uma obra recitada em uma noite de novembro de 1955.

Com óculos garrafais, uma silhueta esguia e pensamentos aguçados, Ginsberg viveu em uma lógica nômade, que, mais tarde, acabou inspirando o estilo hippie. Aos 20 e poucos anos, ele cresceu na Geração beat, sempre com ideologias bastante afiadas.

Juventude e ruptura

Nascido em junho de 1926, em Nova Jersey, Allen sempre foi um menino tímido, que encontrava, no verso de grandes poetas, alguns de seus sentimentos mais íntimos. Apaixonado pelas obras de Walt Whitman, ele passou por uma adolescência complexa.

Enquanto estava no colégio, o jovem também enfrentava uma confusão interna: ele sentia muita atração e desejo por outros meninos. Ainda assim, apesar dos pensamentos conflitantes, o garoto seguiu os conselhos do pai e partiu para a faculdade de direito.

Seus anos na Universidade de Columbia, contudo, não duraram o quanto era esperado e, antes mesmo de conquistar seu diploma, Ginsberg foi expulso da faculdade, em 1945. Segundo os responsáveis, o jovem teria escrito frases obscenas em uma janela da instituição, além de convidar "elementos estranhos ao meio acadêmico" para seu quarto.

Fotografia de Allen Ginsberg ainda jovem / Crédito: Divulgação 

 

Novos ares

Por mais que tivesse sido expulso, foi na Universidade que Allen conheceu alguns dos seus amigos mais próximos. Ao lado de William Burroughs e Jack Kerouac, por exemplo, o jovem passou a conhecer e explorar seus dotes artísticos e literários.

Com uma amizade tão duradoura, as cartas trocadas entre Ginsberg e Burroughs, inclusive, foram compiladas no livro 'The Yage letters'. Já Kerouac criou 18 livros diferentes, cujas tramas todas contavam com um personagem inspirado em Allen.

Mais tarde, ao entrar para a Marinha Mercante, Ginsberg também conheceu Neal Cassady, por quem se apaixonou. Mesmo anos mais tarde, em entrevista ao Globo em agosto de 1991, o homem definiu Neal como “o amante mais terno que tive na vida”.

Fotografia de Allen já mais velho / Crédito: Wikimedia Commons

 

Movimento e revolução

Dez anos depois de sua expulsão, mesmo que estivesse com as mãos suando e com os óculos escorregando no nariz, Allen recitou seu mais novo poema na Six Gallery, em São Francisco. Naquele dia de 1955, ele abriu as portas para a Geração Beat.

"Eu vi os expoentes da minha geração destruídos pela loucura, morrendo de fome histéricos nus/ arrastando-se pelas ruas do bairro negro de madrugada em busca de uma dose violenta de qualquer coisa". Era assim que começava seu poema, o ‘Uivo’.

A obra foi publicada no ano seguinte e, ao mesmo tempo, as ideologias dos integrantes do Beat tomaram conta do imaginário dos jovens. De cunho literário-existencial, o movimento era uma mistura de revoltas: contra o sistema de valores americanos, o progresso industrial, o imperialismo e contrários às religiões estabelecidas na época.

Allen (de barba, ao centro) durante protesto / Crédito: Wikimedia Commons

 

Uma vida de explorações

Entregues ao mundo, os integrantes da Geração Beat, assim como Allen, eram adeptos de uma viagem constante. Seja no exterior, entre cidades, estados e países, ou no interior, com a ajuda das drogas — que eram parceiras constantes de tais poetas.

Ao lado de outros artistas, Ginsberg passou por todas as regiões dos Estados Unidos e, dessa forma, construiu sua obra. Em Los Angeles, por exemplo, ele surpreendeu o público ao ficar completamente nú no palco após ser questionado por uma mulher.

Mais tarde, tendo se identificado com o judaísmo por muitos anos, o jovem acabou conhecendo o budismo nos anos 1950. Adepto, então, das meditações orientais, Allen passou a classificar suas poesias como uma "forma antiga de ioga”.

Allen Ginsberg ao lado de Peter Orlovsky, seu último parceiro / Crédito: Wikimedia Commons

 

Uma estrela revolucionária

Dono de memórias espalhadas pelo mundo, do México até a Europa, Ginsberg era a junção, às vezes confusa, às vezes harmoniosa, do erudito e do marginal. Transitando entre a escrita espiritual, erótica e política, ele sonhava com uma sociedade utópica, onde os loucos poderiam viver ao lado daqueles considerados ‘normais’.

Vencedor do prêmio National Book Award em 1974, Allen ainda assumiu, no mesmo ano, a direção do departamento de poesia do Instituto Nairopa, uma escola de meditação budista localizada em Boulder, no Colorado. Ele, basicamente, respirava a arte.

O fim, contudo, chegou em 1997, quando Allen Ginsberg foi diagnosticado com câncer de fígado. Debilitado pela doença que avançava rapidamente, o poeta faleceu, em abril daquele ano, aos 70 anos, enquanto vivia com Peter Orlovsky, seu último parceiro.


+Saiba mais sobre escritores internacionais através de obras disponíveis na Amazon:

Sonetos de Camões, de Luís de Camões (2016) - https://amzn.to/2KqBshf

Frankenstein: O clássico está vivo!, de Mary Shelley (2017) - https://amzn.to/2S0PSc7

Poema, de Lord Byron (2008) - https://amzn.to/2RZulR9

Os miseráveis, de Victor Hugo (2014) - https://amzn.to/34XLiRp

Box Grandes obras de Shakespeare, de Shakespeare (2017) - https://amzn.to/3cIYDj7

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W