Matérias » Crimes

Richard Ramírez, o serial killer que arrumou uma esposa após admitir 43 crimes

Responsável pelo assassinato de diversas mulheres, o satanista ainda conseguiu se casar com Doreen Lioy, uma editora de revistas apaixonada

Wallacy Ferrari Publicado em 24/09/2020, às 12h54

Richard Ramirez se apoia nos ombros da esposa Doreen Lioy
Richard Ramirez se apoia nos ombros da esposa Doreen Lioy - Divulgação

Richard Ramirez ficou internacionalmente conhecido na década de 1980 como “Night Stalker” (“perseguidor da noite”, em tradução livre), após ser declarado culpado de 13 acusações de homicídio, 5 acusações de tentativa de homicídio, 11 acusações de assédio sexual e 14 acusações de roubo.

Após ser capturado em uma missão que mobilizou moradores de um bairro suburbano de Los Angeles, o homem passou por um extenso júri que acabou por condenar Richard como culpado e sentenciado a pena de morte em uma câmara de gás. Seu trejeito provocador e desrespeitoso com os familiares das vítimas durante os julgamentos, no entanto, rendeu olhares mais amistosos para o assassino.

A primeira manifestação de apreço foi ainda no tribunal, quando Cindy Haden, que fazia parte do júri, se apaixonou pelo réu; após dias observando atentamente suas acusações, a moça chegou a preparar cupcakes com um cartão no topo, escrito “Eu te amo”. A moça acabou sendo ignorada, posteriormente considerando o réu culpado.

Richard Ramirez durante seu julgamento no tribunal / Crédito: Wikimedia Commons

 

Apaixonada pelo diabo

Após ser condenado, em 1989, Richard passou a receber centenas de cartas mensalmente, enquanto aguardava sua sentença de morte. Dentre as tantas mensagens de apoio, uma delas já chamava a atenção do satanista antes mesmo da conclusão de seu processo criminal; Doreen Lioy, uma editora freelancer que começou a se corresponder ainda durante a prisão preventiva.

Antes de firmarem um relacionamento, ela enviou 75 cartas ao serial killer, sendo respondida com frequência antes de receber a autorização para visitá-lo, no início da década de 1990. A aproximação deu certo e, em 1996, ambos se casaram em cerimônia dentro da penitenciária de San Quentin, na Califórnia.

Assim que oficializou a união, Doreen passou a ser a principal defensora pública do marido; afirmou, em diversos programas de TV, que o marido era inocente, tendo um lado frágil e vulnerável que requeria atenção. Para piorar, chegou a afirmar que, caso Richard fosse executado, cometeria suicídio assim que soubesse. Mobilizando admiradores, ainda iniciou um movimento para recorrer a condenação, atrasando por anos a execução.

Doreen Lioy ao lado de Richard e um colega do casal durante visita na prisão / Crédito: Divulgação

 

Relação de interesse?

Apesar de afirmar que o marido era amável e brincalhão, os momentos juntos se restringiam unicamente as visitas íntimas que, a partir de 1998, foram reduzindo gradativamente. Nesse meio tempo, Lioy apareceu em diversos documentários sobre crimes, dando detalhes sobre os atos do marido — além de aproveitar para escrever uma biografia intitulada “Richard Ramirez: The Night Stalker”, sendo um best seller.

As apelações conseguiram retardar o processo de execução do serial killer até o século 21, porém, Richard desenvolveu um linfoma de células B — câncer no sangue que afeta os gânglios linfático — que piorou gradativamente graças ao abuso de substância que fez quando jovem somado aos problemas crônicos da hepatite C.

Em 2013, o assassino morreu aos 53 anos, porém, de maneira impressionante, Doreen não apareceu para reclamar o corpo de Ramírez e, segundo um porta-voz da penitenciária de San Quentin, fazia três anos que ela não o visitava. Desde então, o paradeiro da moça permanece desconhecido, visto que a editora se ausenta de todas as atividades e vive do lucro obtido com a biografia.


+Saiba mais sobre serial killers por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Psicopata Americano, de Bret Easton Ellis (2020) - https://amzn.to/34yE1t1

Serial Killers - Anatomia do Mal: Entre na mente dos psicopatas, de Harold Schrechter (2019) - https://amzn.to/39YVlGK

De frente com o serial killer, de Mark Olshaker e John E. Douglas (2019) - https://amzn.to/2UX47R4

Lady Killers: As mulheres mais letais da história, de Tori Telfer (2019) - https://amzn.to/3c7BoPb

Mindhunter: O Primeiro Caçador de Serial Killers, de John Douglas e Olshaker Mark (2017) - https://amzn.to/2xccb7L

Ted Bundy: Um Estranho ao Meu Lado, de Ann Rule (2019) - https://amzn.to/3cauuc9

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W