Matérias » Personagem

Sequestrada pela própria família: o drama de Shamsa Al Makoutm, princesa de Dubai

Por trás de toda a riqueza, as mulheres do xeque Mohammed Bin Rashid Al Maktoum vivem trancafiadas e com medo

Paola Churchill Publicado em 07/04/2020, às 10h36

Imagem da princesa Shamsa Maktoum
Imagem da princesa Shamsa Maktoum - Wikimedia Commons

Dubai é conhecida pelo luxo e uma arquitetura supermoderna. No entanto, nem tudo que reluz é ouro: a cidade esconde um mistério em torno das filhas do xeque multibilionário, Mohammed Bin Rashid Al Maktoum, que tentaram a todo custo fugir da vida que levavam. 

Apesar de assíduas frequentadoras de lojas de grife e restaurantes caros, pouco se sabe sobre as mulheres que fazem parte da família rica do país, a única coisa que todas apresentaram em comum é o desejo de ser livre.

Princesa em fuga

Shamsa Al Makoutm é filha do xeque com sua sexta mulher, Houria Ahmed Lamara, da Argélia. A mais velha de três irmãs, foi a primeira a tentar fugir do terror que vivia dentro de sua gaiola dourada.

O pai da princesa, o xeque Mohammed Bin Rashid Al Maktoum/ Crédito: Wikimedia Commons 

 

No verão dos anos 2000, a princesa estava de férias no Reino Unido, com sua grande família na propriedade de  LongCross, em Surrey. Ela adorava o lugar pois podia praticar sua maior paixão: a equitação. Entretanto, apesar de todo o luxo, a única coisa que a menina queria era ter um futuro melhor, uma vida sem medo e livre.

Longe de Dubai, ela imaginou que aquela seria a oportunidade perfeita para se livrar de seus parentes. Como consequência, roubou um dos carros de seu pai e foi embora sem olhar para trás. Apesar de toda a segurança da residência, o portão principal estava aberto e ela conseguiu ir embora.

Shamsa foi flagrada saindo de um bar quando os homens do xeque a levaram a força pelas ruas de Cambrigde e foi obrigada a entrar em um jatinho particular de volta para o lugar que mais temia: sua própria casa. A princesa revelou esteva escondida no apartamento dos amigos em Londres antes de ser encontrada. 

Foto de Shamsa após o torneio de equitação/Créditos: Wikimedia Commons 

 

A operação parecia um sequestro, um delito muito grave em território britânico. A polícia da região até tentou iniciar uma investigação, mas os esforços foram em vão: o principal investigador do caso tentou ir até Dubai para conversar com a adolescente, o pedido dele foi negado pelos Emirados Árabes Unidos (EAU) – e nunca foi revelado o verdadeiro motivo.

A jaula de ouro

Durante muito tempo, não se teve notícias da princesa que queria ser livre. Nesse momento, a família não imaginava que o episódio iria acontecer novamente, com outra filha. Em 2018, sua irmã Latifa Maktoum conseguiu fugir e pedir asilo político em outro país. Ao conseguir se livrar dos familiares, revelou o que havia acontecido com a sua irmã.

Latifa afirmou que sua irmã foi dopada e aprisionada em um grande quarto do palácio, o Zabell Palace, e durante oito anos não podia receber a visita de sua mãe ou irmãs. “Ela estava em um estado muito, muito, muito, ruim. Ela não abria os olhos. E as pessoas precisavam dar a mão para que ela caminhasse. Davam-lhe comida e um monte de comprimidos. Esses comprimidos faziam com que ela ficasse como um zumbi", revelou.

A mais nova das irmãs hoje vive em liberdade em um novo país, seu corajoso relato foi o ponta pé inicial para que as Organizações de direitos humanos começassem a cobrar mais dos Emirados Árabes para colocar um fim nos casos de tortura e aprisionamento de mulheres. Todavia, pouco se sabe a atual situação de Shamsa Al Maktoum.

O sheik negou os relatos e acusasões feitos pela filha. “Este caso refere-se a assuntos altamente pessoais e particulares relacionados a nossos filhos. O apelo foi feito para proteger os melhores interesses e bem-estar das crianças", afirmou durante o julgamento.

“Como chefe de governo, não pude participar do processo de apuração de fatos do tribunal, o que resultou na liberação de um julgamento de apuração de fatos que inevitavelmente conta apenas um lado da história. Peço que a mídia respeite a privacidade de nossos filhos e não se intrometa em suas vidas no Reino Unido".


Saiba mais sobre o tema através das obras abaixo

Osman I: A vida e o legado do primeiro sultão do Império Otomano, Charles River Editors (e-book) - https://amzn.to/2Xil9ZL

As barbas do Imperador, Lilia Moritz Schwarcz (1998) - https://amzn.to/2qaFeoz

Islamismo (Coleção Religiões), Xeique Taleb Hussein al-Khazraji (e-book)

https://amzn.to/36ZCkDG

D. Pedro: Imperador do Brasil e rei de Portugal, Eugénio dos Santos (2015)- https://amzn.to/355s8rF

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du