Matérias » Crimes

Sequestro ou fuga: O enigmático desaparecimento de Asha Degree

20 anos depois do sumiço da menina de 9 anos, nos Estados Unidos, o caso continua sem respostas

Penélope Coelho Publicado em 29/04/2020, às 15h00

Asha Degree, aos nove anos
Asha Degree, aos nove anos - Wikimedia Commons

No dia 13 de fevereiro do ano de 2000, tudo parecia estar bem na casa da família Degree, em Shelby, Carolina do Norte, Estados Unidos. Era um domingo dia em que a família costumava frequentar a igreja, após voltarem da celebração, por volta das 20h daquele dia, a energia elétrica do bairro caiu depois de um acidente na região.

Asha Degree e seu irmão mais velho, O'Bryant, dividiam o mesmo quarto, um pouco antes de ir dormir, o pai das crianças Harold, foi checar se seus filhos estavam bem, até aquele momento, os dois estavam em suas camas dormindo.

Naquela mesma madrugada, O'Bryant ouviu a cama de sua irmã fazer um barulho, o menino presumiu que ela estivesse apenas mudando de posição, porém, na verdade depois daquele dia, Asha nunca mais foi vista por seus familiares.

O desaparecimento

Aparentemente, no mesmo horário em que O'Bryant escutou ruídos, Asha saiu da cama, pegando uma mochila que já havia guardado com vários conjuntos de roupas e itens pessoais e saiu de casa.

As primeiras horas do dia 14 de fevereiro de 2000 mudaram para sempre a vida da família Degree. Sem nenhum motivo aparente, as circunstâncias fizeram a polícia acreditar que a menina deixou sua casa e começou uma longa caminhada pela rodovia 18, na Carolina do Norte.

O dia 14 de fevereiro não era importante para os Degrees somente por ser o dia dos namorados nos Estados Unidos, mas, também era o dia do aniversário de casamento do casal, eles pretendiam comemorar.

Durante aquela madrugada, Asha foi vista por alguns motoristas de caminhão que estranharam uma menina tão nova sozinha na estrada, porém, em uma dessas tentativas de aproximação por parte dos caminhoneiros, a menina se esquivou e entrou na floresta localizada na beira da rodovia.

Aviso de recompensa para quem tiver informações sobre Asha / Crédito: Divulgação 

 

Motivos

Desde o início a polícia estranhou a fuga de uma menina tão nova. Asha desapareceu aos nove anos de idade, e essa não costuma ser a faixa etária para um sumiço premeditado. Os investigadores não conseguiram encontrar nenhuma razão pela qual a menina fugiria por livre e espontânea vontade, então, começaram a trabalhar com a possibilidade de um sequestro.

Os pais da garota, só conseguiram se lembrar de um motivo pelo qual viram sua filha triste nos últimos dias. Após perder o primeiro jogo de basquete da temporada, ela estava um pouco chateada, chorando junto com suas colegas de equipe, mas, a menina parecia ter superado isso e assistido ao jogo de seu irmão logo depois.

Sem informações

Durante as buscas foram encontradas algumas embalagens de doces em um local próximo da rodovia, na região onde os caminhoneiros avistaram a menina. Junto com os pacotes, os policiais encontraram também um lápis e um laço de cabelo no formato do Mickey Mouse. Posteriormente, esses objetos foram identificados como pertences pessoais de Asha.

Depois de uma semana de buscas intensas sem nenhuma solução, a polícia deu o caso como encerrado. Para os investigadores a teoria principal era de que a menina teria planejado sua fuga antecipadamente, mas, que no caminho algo aconteceu e ela fora mesmo sequestrada.

Fotografia de Asha em seu time de basquete / Crédito: Divulgação

 

Após mais de um ano de seu desaparecimento, em 3 de agosto de 2001 a mochila que Asha usava no dia de seu sumiço foi encontrada. O objeto estava enterrado e foi achado durante um projeto de construção que estava sendo feito na Rodovia 18.

A mochila que continha o nome e o telefone de Asha havia sido embrulhada em um saco plástico. As últimas evidências encontradas desse caso enigmático foram os itens da bolsa, alguns não pertenciam à menina.

Dentro da mochila havia um livro da biblioteca da Fallston Elementary School de Cleveland, a obra intitulada McElligot's Pool, de Dr. Seuss — mostra um peixe perseguindo um verme em um anzol, na capa. Além de uma camiseta da banda New Kids on the Block, nenhum desses itens eram de Asha.

O caso atualmente 

Em 2015, o caso foi reaberto para mais investigações. O FBI está oferecendo uma recompensa de até 25 mil dólares para quem tiver informações que levem à condenação da pessoa responsável pelo desaparecimento da menina. Além disso, um grupo comunitário americano também oferece uma recompensa adicional, de mais 20 mil dólares.

Desde 14 de fevereiro de 2000, ninguém nunca mais teve nenhuma notícia sobre o paradeiro de Asha, até hoje não se sabe o que realmente aconteceu. Se estiver viva, completará 30 anos, em agosto deste ano. 


+ Saiba mais sobre crimes por meio das obras da Amazon: 

Serial Killers, de Harold Schrechter (2013) - https://amzn.to/3bmhuQe

Arquivo Serial Killers, de Ilana Casoy (2017) - https://amzn.to/2UfCkLh

De frente com o serial killer, de Mark Olshaker (2019) - https://amzn.to/33GAeHF

Serial Killers, de Danilo Cezar Cabral (2018) - https://amzn.to/39iPSKg

Ted Bundy, de Ann Rule (2019) - https://amzn.to/2UjMx9P

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du