Matérias » Crimes

'Situação de atraso': o 'exorcismo' de Vilma Trujillo, que terminou em tragédia

O triste caso aconteceu em 2017, em um vilarejo da Nicarágua

Victória Gearini | @victoriagearini Publicado em 22/07/2021, às 17h43

Imagem meramente ilustrativa
Imagem meramente ilustrativa - Imagem de Angel Paredes Aldrete por Pixabay

Em 2017, a notícia de um trágico exorcismo viralizou na imprensa internacional. O insólito episódio ocorreu em um vilarejo da Nicarágua, quando Vilma Trujillo, até então com 25 anos, foi morta durante uma tentativa de retirar um suposto demônio de seu corpo. 

Na época, a Polícia Nacional do país disse que a jovem foi levada no dia 15 de fevereiro de 2017, para um templo da igreja evangélica Visão Celestial das Assembleias de Deus, localizado em El Cortezal, ao noroeste da Nicarágua. Contudo, conforme noticiou a BBC, o procedimento terminou em tragédia.

A suposta possessão demoníaca

Em entrevista à BBC, em 2018, Ángela Garcia, tia da jovem, revelou que Vilma Trujillo estava sofrendo com alucinações constantes e começou a falar sozinha. A família, portanto, teria procurado ajuda da igreja Visão Celestial, onde a vítima foi mantida presa durante uma semana. 

Ela dizia coisas estranhas. Falou para irmã grávida que ela não daria à luz um bebê, mas uma serpente. Chorava, falava do diabo. Nunca havia visto algo assim", disse a tia da jovem à BBC.

Enquanto os fiéis rezavam pela mulher, ela foi privada de receber comida e água. Alguns dias depois, Vilma tentou fugir, mas não obteve sucesso. Sua família, por sua vez, chegou visitá-la, mas foram impedidos pela igreja Visão Celestial.

O exorcismo que terminou em morte 

Conforme Ángela Garcia revelou à BBC, um dos membros da congregação teria dito que tinha recebido uma mensagem divina, em que dizia que o demônio poderia ser expulso do corpo da jovem através do fogo. A partir disso, os fiéis começaram acreditar que Vilma pudesse ressuscitar após ser queimada viva. 

A vítima, por sua vez, não queria. Enquanto os seguidores da igreja Visão Celestial a levavam para o exorcismo, ela gritava: "Vou morrer, vou morrer". Sob a supervisão do pastor Juan Gregorio Rocha — cargo que a Assembleia de Deus admitiu não reconhecer — a vítima teve os pés e mãos amarrados em uma árvore, ao lado de uma fogueira. 

Em seguida, seu corpo foi tomado pelas chamas. Completamente nua e com 80% do corpo queimado, a jovem foi resgatada por um grupo liderado pelo seu pai, Catalino. Segundo a BBC, ela ainda estava consciente e teria implorado por água.

Devido a distância e precariedade de tratamento médico do vilarejo, Vilma foi transferida para um hospital localizado na capital. No entanto, dada a gravidade do seu estado de saúde, ela veio a óbito no dia 28 de fevereiro de 2017, devido à falência múltipla dos órgãos e pulmões repletos de sangue.

O julgamento

A Nicarágua é considerada um dos países mais seguros da América Central, motivo que fez o caso viralizar ao redor do mundo. Em entrevista ao jornal La Prensa, o marido da vítima, Reynaldo Peralta, afirmou que ela foi levada à força pelos membros da Visão Celestial.

Ela tomava um remédio dado por um homem que, pelo que fiquei sabendo agora da família dela, a havia estuprado. Desde que começou a tomar o remédio, mudou um pouco comigo", disse o companheiro da jovem ao La Prensa, conforme reproduziu a BBC.  

Ao todo, cinco pessoas foram condenadas pela morte de Vilma Trujillo, entre elas Juan Gregorio Rocha. Segundo o juiz responsável pelo caso, nenhum dos assassinos demonstrou arrependimento, sendo sentenciados de 30 a 36 anos de prisão.

Ela cometeu um erro perante Deus. Ela falhou, porque ela tinha um companheiro e cometeu um erro com outro homem", disse Rocha para a imprensa na época, conforme apurou a BBC. 

O caso evidenciou, ainda, o feminicídio, o machismo e o fundamentalismo religioso no país. Em entrevista à mídia local, a vice-presidente da Nicarágua, Rosario Murillo, lamentou o episódio.

Com certeza reflete uma situação de atraso. É realmente lamentável, uma irmã sendo martirizada pelos membros de sua comunidade. É algo que não pode, não deve se repetir", disse a governante, segundo reprodução da BBC. 

+Saiba mais sobre obras relacionadas ao tema por meio da Amazon:

Invocadores do Mal, de Cheryl A. Wicks, de Ed e Lorraine Warren (2016) - https://amzn.to/2XhZ67l

Exorcismo: A história real que inspirou o clássico o exorcista, de Thomas B. Allen (2016) - https://amzn.to/39Sfazk

1977 - Enfield: Real e sobrenatural, de Guy Lyon Playfair (2017) - https://amzn.to/2V8MTPO

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W