Matérias » União Soviética

Soyuz nerushimy: Há 102 anos, o Exército Vermelho era criado por Leon Trotsky

Entenda como se formou um dos exércitos mais importantes do século 20, que participou da Segunda Guerra Mundial e dos principais conflitos da Guerra Fria

André Nogueira Publicado em 27/02/2020, às 10h00

Trotsky discursa ao Exército Vermelho
Trotsky discursa ao Exército Vermelho - Domínio Público

O Exército Vermelho dos Operários e dos Camponeses foi uma criação revolucionária e pragmática. Braço militar oficial da URSS a partir da vitória na Guerra Civil, esse aparato bélico foi criado por Leon Trotsky, já bolchevique, em 27 de fevereiro de 1918, há exatos 102 anos. Seu objetivo principal era defender a Revolução de Outubro e viabilizar a vitória dos comunistas da Guerra Civil iniciada com o golpe leninista.

No princípio, o Exército Vermelho foi formado através de alistamento voluntário, principalmente por parte de operários comunistas e camponeses inssurecionistas, e comandado por ex-oficiais do exército czarista — e, portanto, eram comandantes bem instruídos, experientes e de boa expertise — que deserdaram durante a Revolução.

No entanto, no desencadear da Guerra Civil, Lenin comandou que a entrada no Exército fosse obrigatória, fazendo com que ele chegasse a ter mais de 5 milhões de soldados. O Exército Vermelho rapidamente se tornou a maior força militar da Rússia, vencendo a disputa e dominando o país contra as forças antirrevolucionárias do Exército Branco e os anarquistas makhnovistas do Exército Negro.

Militares se divertem durante descanso da ocupação da Hungria / Crédito: Getty Images

 

A organização interna do braço armado ficou sob responsabilidade do seu criado, o Comissário de Guerra Trotsky, com considerável experiência tática-militar. Após a onda de deserções violentas ocorridas no fim da Primeira Guerra, Trotsky precisou desenvolver uma forma de fortalecimento da moral dos soldados, que só foi possível ao reaver o compromisso revolucionário para a caserna antes de uma pauta patriótica.

Mesmo chamando-se, a partir da consolidação da URSS, Exército Soviético, os combatentes ficaram conhecidos como Exército Vermelho, revelando uma aproximação maior com o comunismo do que com a Pátria.

Soldados soviéticos na Primavera de Praga / Crédito: Getty Images

 

No entanto, a partir dos anos 1940, o Exército Vermelho passou a ser um dos mais poderosos do mundo e com uma pauta patriótica forte — a ponto de a Segunda Guerra Mundial ser conhecida na Rússia como Grande Guerra Patriótica.

O Exército Vermelho lutou, portanto, contra a Alemanha de Hitler, ocupou a Europa durante a Guerra Fria e contribuiu com diversas guerras no Terceiro Mundo, direta, como no Afeganistão, Hungria e Coreia, ou indiretamente, como no Vietnã e no Congo.


++ Saiba mais sobre a história militar da URSS:

História da Guerra Civil Russa: 1917 – 1922, de Jean-Jacques Marie - https://amzn.to/2qOlpU7

A guerra não tem rosto de mulher, de Svetlana Aleksiévitch - https://amzn.to/32NFTcN

Stalingrado: 1942, Alexander Werth - https://amzn.to/2XcPoAY

Um Escritor na Guerra: Vasily Grossman com o Exército Vermelho, 1941-1945, de Vasily Grossman (2007) - https://amzn.to/2vcuc4R

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.