Matérias » Entretenimento

Super Bowl: Veja 5 polêmicas que marcaram apresentações durante o evento esportivo

De Janet Jackson a Christina Aguilera: confira momentos que criaram uma verdadeira confusão

Larissa Lopes, com supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 06/02/2021, às 00h00

A polêmica apresentação de Janet Jackson
A polêmica apresentação de Janet Jackson - Getty Images

Amanhã, 7, o Tampa Bay Buccaneers e o Kansas City Chiefs disputarão a 55ª edição do Super Bowl. A partida final será um marco por trazer um duelo de gerações, já que contará com os quarterbacks Tom Brady e Patrick Mahomes.

Além do jogo, toda edição do Super Bowl traz apresentações musicais no intervalo de tirar o fôlego. Em 2020, o público contará com um show do talentoso cantor canadense The Weeknd. Além disso, diante da pandemia do novo coronavírus, o evento optou por realizar um pré-show com a cantora Miley Cyrus para homenagear os profissionais da saúde. 

Ao longo da história dessa tradição, muitas delas - e seus respectivos artistas - geraram polêmicas ou surpreenderam o público.

Pensando nisso, separamos alguns momentos que entraram para a história do mundo da música. 

1. Janet Jackson

Na edição de 2004, a irmã de Michael, Janet Jackson cantou com P. Diddy, Nelly e Kid Rock e, até então, estava tudo certo. A última apresentação foi ao lado de Justin Timberlake, ao som de “Rock Your Body”, do disco do cantor ‘Justified’.

A performance durou pouco mais de 1 minuto e, ao final, Timberlake arrancou parte do sutiã de Janet, deixando o seio da cantora exposto. Como era de se esperar, além do boicote do próprio evento, a irmã de Michael Jackson acabou sofrendo um declínio na carreira após o episódio caótico.

2. Christina Aguilera

Na final de 2005, que aconteceu em Arlington, Texas, a cantora errou a letra do hino dos Estados Unidos e cometeu uma das piores gafes da história do evento. Quando percebeu o erro, Christina tentou contornar a situação e continuou cantando normalmente. Contudo, o estrago não tinha mais solução. Depois, ela se justificou dizendo que estava muito emocionada.

3. MIA

Já em 2012, a icônica Madonnafoi a estrela do show do intervalo. No entanto, se engana quem pensa que a Rainha do Pop foi a responsável pela polêmica no evento. LMFAO, Nicki Minaj, CeeLo Green e MIA cantaram como convidados ao lado da musa do pop.

E foi a cantora e rapper britânica MIA que 'estragou' o show: ela mostrou o dedo médio ao invés de cantar “fuck” em parte da letra de ‘Give Me All Your Luvin’. Logo depois, a NFL pediu desculpas e disse que havia sido “completamente inapropriado e decepcionante”.

4. Red Hot Chili Peppers

A banda foi convidada por Bruno Mars para fazer parte da apresentação e acabou ficando com a fama. Durante a performance, os espectadores repararam nos instrumentos desligados do Red Hot, com foco especialmente no baixo do integrante Flea - conhecido pelas notas eletrizantes.

Depois, o baixista explicou em comunicado: “Quando a NFL e o Bruno pediram para que tocássemos a música Give It Away no Super Bowl, foi nos deixado claro que os vocais seriam ao vivo, mas o baixo, a bateria e a guitarra seriam pré-gravados”.

5. Beyoncé

Em 2016, durante o show do Coldplay, foi ela quem brilhou ao performar a música Formation, de seu álbum Lemonade. O show do intervalo ainda contou com Bruno Mars. As dançarinas da cantora usaram figurinos inspirados no Partido dos Panteras Negras - organização urbana revolucionária fundada em 1966, que lutava contra o racismo. 

Beyoncé ainda tinha detalhes em sua roupa iguais aos usados por Michael Jackson, na edição do Super Bowl de 1992. Segundo ela, todos os detalhes foram pensados para ser uma crítica aos casos de violência policial contra negros, que haviam explodido na época.


++ Saiba mais sobre futebol americano através de grandes obras disponíveis na Amazon:

Manual do Futebol Americano, de Antony Curti (2017) - https://amzn.to/31cKlTf

Os Guerreiros da NFL, de Paulo Mancha (2017) - https://amzn.to/2RN6KDz

Touchdown!, de Paulo Mancha (2015) - https://amzn.to/2Oil44R

NFL 100: A Century of Pro Football (Inglês), de National Football League (2019) - https://amzn.to/37MQLe9

O Início da NFL: 1920-1952, de Alan Santiago (eBook) - https://amzn.to/37NGcYd

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W