Matérias » Curiosidades

A horripilante história da casa real que inspirou o filme Invocação do Mal

Antigos moradores relataram ter sentido uma "presença fria e fedorenta" quando visitavam um cômodo do local

Fabio Previdelli Publicado em 14/08/2021, às 08h00 - Atualizado em 07/10/2021, às 12h00

Cena do filme 'Invocação do Mal'
Cena do filme 'Invocação do Mal' - Divulgação/ Warner Bros. Pictures

Quem passa pela Round Top Road e se depara com a casa 1677 pode até pensar que aquela é só mais uma entre as várias residências da vila Burrillville, no estado americano de Rhode Island.  

Porém, a moradia, que hoje pertence a Cory e Jennifer Heinzen, possui uma história um tanto quanto intimidadora, afinal, antes deles comprarem o imóvel, em junho de 2019, o local já era conhecido popularmente por seus vários relatos de atividade paranormal.  

E não estamos falando apenas de simples portas se abrindo sem ninguém por perto. A casa emana uma energia pesada e várias coisas conturbadas já aconteceram lá dentro. Tanto que um de seus antigos donos, aliás, chegaram a chamar os famosos especialistas paranormais Ed e Lorraine Warren para investigá-la.

A casa real do filme A Invocação do Mal/ Crédito: Divulgação/YouTube/Jake the Viking

 

Os relatos dessa visita foram adaptados na produção “A Invocação do Mal”. Saiba mais sobre a famosa casa do filme. 

A família Perron

No longa, os relatos são baseados nas situações vividas pela família Perron, quando Carolyn e Roger se mudam para o endereço com suas cinco filhas na década de 1970.

Desde que chegaram lá, passaram a presenciar pequenos, mas inexplicáveis, acontecimentos. E não demorou muito para que esses eventos aumentassem de intensidade e proporção.  

Carolyn relembra que sua vassoura parecia estar viva, se movendo de um lugar para o outro da casa, isso quando ela não desaparecia completamente. Além disso, não era raro de se ver pequenos bolos de sujeira no centro do chão da cozinha quando a mesma havia acabado de ser varrida. 

Como explica matéria do All That Interesting, um tempo depois, a família se recorda de começar a sentir cheiros horríveis pelo local, como se fosse carne podre.  

A família Perron/ Crédito: Arquivo Pessoal

 

Dormir, às vezes, parecia ser um ato de resistência e muita determinação, já que eles relataram que suas camas começavam a tremer por volta das 5h15 da manhã. Roger, conforme relembrado pelo USA Today, em 2013, relatou que uma vez, quando estava no porão, sentiu uma “presença fria e fedorenta atrás de si”. 

Por isso, a família evitava ao máximo ficar no local, embora o equipamento de aquecimento, que ficava no cômodo, costumasse a falhar misteriosamente, fazendo com que o pai da família tivesse que se aventurar.  

Bathsheba 

Conforme mostrado no filme, o suposto espírito que residia na casa, Bathsheba, sempre estava zangado. E na vida real, de acordo com relatos dos Perron, era tão revoltado quanto — o que era evidenciado nos objetos lançados pelos cômodos que se espatifavam contra as paredes ou até mesmo as portas batendo incontrolavelmente e os pedaços de vidro estilhaçados pelo chão. 

“Quem quer que fosse o espírito, ela se via como dona da casa e se ressentia da competição que minha mãe representava para essa posição”, disse Andrea Perron, a filha mais velha, segundo relata o The Mirror.  
Família Perron perto da casa/ Crédito: Arquivo Pessoal

 

De acoredo com o que diziam sobre Bathsheba Sherman, ela havia vivido na propriedade em meados do século 19. Conforme diz a lenda em cima dela, Sherman praticava bruxaria.

A lenda diz que ela matou uma jovem vítima para realizar algum tipo de ritual, enfiando uma grande agulha de costura em seu cérebro, embora Bathsheba jamais tenha sido condenada pelo suposto crime. A mulher teria sido enterrada não muito distante da propriedade.  

A visita dos Warren 

Em certo ponto, o convívio dentro da casa se tornou tão insuportável que os Perron chegaram a convidar os especialistas paranormais Ed e Lorraine Warren para investigar a casa e tentar se livrar dos supostos espíritos malignos que por lá habitavam.  

Casal Ed e Lorraine Warren/ Crédito: Getty Images

 

Durante uma sessão no local, eles tentaram fazer contato com os fantasmas que atormentavam a família. Na verdade, eles não tentaram apenas, eles conseguiram. No meio do processo, Carolyn parecia ter sido possuída, já que começou a falar diferentes línguas e cadeiras começaram a levitar,. 

“Achei que fosse desmaiar”, disse Andrea ao USA Today. A menina acabou assistindo a sessão em segredo e não possui boas recordações da ocasião. 

“Minha mãe começou a falar uma língua que não era deste mundo, com uma voz que não era a dela. A cadeira dela levitou e ela foi jogada para o outro lado da sala”. 

Depois disso, Carolyn ‘voltou ao normal’ e Roger pediu para que os Warren parassem com as atividades e fossem embora. Os Perron ficaram na residência até 1980, quando conseguiram dinheiro suficiente para se mudarem. Finalmente tiveram paz. 

“As pessoas são livres para acreditar no que quiserem. Mas eu sei o que experimentamos”, diz Andrea a quem não acredite nos relatos. “[A casa] é um portal habilmente disfarçado de casa de fazenda. São múltiplas dimensões, interagindo simultaneamente”. 

A casa atualmente 

No mês passado estreou nos cinemas brasileiros o terceiro filme da franquia ‘Invocação do Mal’. Desde o primeiro longa, de 2013, os atores Patrick Wilson e Vera Farmiga dão vida aos demonologistas Ed e Lorraine Warren.  

Na primeira produção, a trama narrou a história de Carolyn e Roger Perron, contada acima. Como o filme é baseado em fatos reais, os antigos donos da residência fizeram de tudo para impedir que possíveis curiosos visitassem seu recinto, mas tudo mudou quando o local foi vendido e os novos proprietários começaram a explorar esse interesse.   

Casa do filme Invocação do Mal/ Crédito: Divulgação/Warner Bros.

 

Conforme noticiado pela equipe do site do Aventuras na História, agora, por 125 dólares — algo na casa dos R$660 — os curiosos poderão ficar na casa e em seus arredores durante os dias da semana. O preço é válido para a hospedagem de uma noite.   

Já no sábado e domingo, as reservas estão ocupadas até outubro. As visitas começaram em fevereiro de 2020, com a autorização dos novos proprietários Cory e Jennifer Heinzen, que a adquiriram em junho de 2019. As reservas podem ser feitas no site. 


+Saiba mais sobre Ed e Lorraine Warren por meio de obras disponíveis na Amazon:

Trilogia Terror em Amityville [Digistak com 3 DVD's] - https://amzn.to/2XP9PWJ

Coleção Annabelle [3 DVD's] - https://amzn.to/37kGsPk

Ed & Lorraine Warren - Demonologistas: Arquivos Sobrenaturais, de Gerald Brittle (2016) - https://amzn.to/2Ymjp2b

Ed & Lorraine Warren: Vidas Eternas, de Robert Curran (2019) - https://amzn.to/39zcAOG

1977 - Enfield: Real e sobrenatural, de Guy Lyon Playfair (2017) - https://amzn.to/3cPXTYS

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W