Matérias » Família Real Britânica

Tradições natalinas e mudanças repentinas: Como a família real britânica celebra o Natal

No ano de 2020, as comemorações da monarquia serão diferentes em decorrência da pandemia do novo coronavírus

Penélope Coelho Publicado em 22/12/2020, às 11h15

Rainha Elizabeth II em foto oficial do Natal de 2015
Rainha Elizabeth II em foto oficial do Natal de 2015 - Getty Images

Seguindo costumes muito antigos deixados por reinados anteriores, a família de Elizabeth II costumava realizar grandes festas para celebrar o Natal. Contudo, em 2020, a monarquia britânica também terá que adaptar as festividades, assim como todas as outras famílias, já que o mundo vive uma pandemia causada pelo novo coronavírus.

Costumes tradicionais

Anteriormente, era habitual que a rainha realizasse uma festa de Natal para seus filhos, netos e bisnetos em Sandringham House, local conhecido como a propriedade de refúgio rural da monarca. Essa celebração era considerada íntima e somente os parentes mais próximos eram convidados, aproximadamente 25 pessoas.

De acordo com um artigo publicado pelo VisitBritain, para a Família Real, o dia do Natal costuma ter compromissos mais formais, como a ida à igreja. Sabe-se que a diversão fica reservada para a noite anterior. Na véspera, os parentes costumavam se reunir e realizar a tradicional troca de presentes, além dos jogos e brincadeiras entre os familiares.

Fotografia da Rainha Elizabeth II ao lado do marido e dos filhos / Crédito: Wikimedia Commons

 

Contudo, essa não é a única celebração de Natal que era realizada pela rainha. Antes da data oficial, a monarca costumava organizar um almoço de natalino antecipado. A festa acontecia no Palácio de Buckingham, e eram chamados os familiares que não eram convidados para a festa íntima.

Mas não são somente as festas que são seguidas como tradições pela realeza britânica, a montagem da árvore de natal é um costume seguido desde o reinado da Rainha Vitória, além disso, o tradicional peru no cardápio natalino teria surgido como uma iniciativa do rei Henrique VIII.

As mudanças em 2020

Em decorrência da pandemia do novo coronavírus — que já fez 1.704.065 vítimas fatais ao redor do mundo, as celebrações natalinas serão bem diferentes esse ano. Atualmente, o Reino Unido passa por um novo lockdown em algumas regiões, incluindo Londres, depois de uma nova cepa do vírus ter sido detectada do local.

As reuniões de Natal entre lares diferentes foram proibidas em Londres, pelo primeiro-ministro britânico Boris Johnson, como informou a recente reportagem publicada pelo jornal El País. Por isso, a realeza britânica irá passar o Natal separada, a fim de evitar novos contágios.

A preocupação maior está voltada para a RainhaElizabeth II, de 94 anos, e seu marido, Príncipe Philip, de 99. Ambos possuem idade avançada e estão no grupo de risco da pandemia. Por isso, esse ano, o casal deve passar o Natal em Norfolk, isolados para ficarem seguros.

Família real britânica durante o batizado do príncipe Louis (filho de William e Kate) / Crédito: Divulgação/Twitter/Matt Holyoak

 

De acordo com o portal Entertainment Tonight, fontes próximas da monarquia informaram que os familiares pretendem celebrar as festividades virtualmente, reunindo toda a família remotamente através de aplicativos.

Contudo, antes mesmo do novo lockdown ser aplicado no Reino Unido, já era de conhecimento geral que pela primeira vez Harry e sua esposa Meghan Markle não iriam passar o Natal com a rainha. O casal e seu filho Archie, já tinham planos para ficarem em sua mansão localizada em Montecito, Califórnia, Estados Unidos.

William e Kate passarão as festividades de fim de ano com seus filhos na propriedade de Anmer Hall, e assim como todas as famílias do mundo, também vivenciarão um Natal atípico.


+Saiba mais sobre o tema através de grandes obras da Amazon: 

Diana. O Último Amor de Uma Princesa, de Kate Snell (2013) - https://amzn.to/2TgHgPO

The Queen: The Life and Times of Elizabeth II (Edição Inglês), de Catherine Ryan (2018) - https://amzn.to/2RhgNA7

God save the queen - O imaginário da realeza britânica na mídia, de Almeida Vieira e Silva Renato (2015) - https://amzn.to/2xTkiGd

Diana. O Último Amor de Uma Princesa, de Kate Snell (2013) - https://amzn.to/2TgHgPO

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7