Matérias » Personagem

Traições e filhos fora do casamento: a agitada vida íntima de H. G. Wells

O famoso escritor de ficções científicas se relacionou com as mais diversas mulheres, chegando a propor várias vezes o casamento com uma condessa russa

André Nogueira Publicado em 05/05/2020, às 10h18

H. G. Wells
H. G. Wells - Wikimedia Commons

“Eu nunca fui um grande amante, embora ame várias pessoas profundamente". Essas são as palavras de W. G. Wells, que podem resumem sua agitada vida íntima de amantes, relacionamentos sexuais, intrigas e traições.

Herbert George Wells foi um dos maiores nomes da ficção científica. Nascido em 1866, ele era filho de trabalhadores braçais que ascenderam na vida, graças a uma herança familiar, com a qual adquiriram uma loja de porcelanas. Ainda criança, Wells sofreu um acidente que levou à ruptura de um osso da perna, obrigando-o a ficar na cama por um longo tempo.

Isso fez com que o futuro escritor tivesse contato com muitos livros, que seu pai trazia de uma biblioteca local. Como consequência, ele teve sua imaginação atiçada desde cedo por mundos fictícios, além de ser incentivado a escrever coisas próprias. No mesmo ano, foi incluído entre os alunos de uma escola particular em Morley, Inglaterra.

Mesmo que o método da instituição não fosse o melhor, e visasse o trabalho industrial, ainda possibilitava uma formação oficial relevante. No entanto, o privilégio chegou ao fim em 1877, quando seu pai saiu do time de críquete que jogava, perdendo a fonte principal de renda que pagava a escola.

H. G. Wells / Crédito: Wikimedia Commons

 

Em 1891, Wells se casou com uma prima, Isabel. No entanto, o relacionamento não durou muito (apenas três anos). Em 1894, Herbert optou pelo divórcio para que se dedicasse a um caso com sua aluna Amy Catherine Robbin. Com ela, mudou-se para Surrey e rapidamente oficializaram a união, em 1895 já dividiam a vida.

Esse foi o período mais produtivo do artista, dando origem a obras famosas como Guerra dos Mundos, A Máquina do Tempo e A Ilha do Doutor Moreau. Com o sucesso, eles conseguiram se mudar para uma casa maior em Worcester Park, onde viveram cerca de dois anos.

A paz do casal acabou quando Wells começou a ter problemas de saúde, que o obrigou a se mudar para a cidade de Sandgate, onde construiu uma grande casa. Lá, teve dos filhos George Philip e Frank Richard com a esposa, com quem viveu até a morte da moça em 1927.

O escritor teve diversos casos extraconjugais durante o matrimônio, o que resultou no nascimento de filhos bastardos, incluindo a mais famosa, Anna-Jane, com a também escritora, Amber Reeves. O caso possui diversos paralelos alusivos no romance The New Machiavelli, em que ele retrata críticos a seu relacionamento como burgueses manipuladores.

Também teve casos com as escritoras Elizabeth von Armin, com quem teve um filho chamado Anthony, e Rebecca West, que era 30 anos mais nova. Mas não parou nesses casos. Ele também teve um relacionamento amoroso com a ativista Margareth Sanger, com quem esteve até o fim da vida. Depois da morte da esposa, se aproximou da escritora Odette Keun com quem ficou até os dias finais.

Também teve ocasionais relações sexuais com Moura Budberg, condessa russa que depois viajou para a Inglaterra e cuidou de Wells no fim de sua vida. Ele chegou a propor inúmeras vezes que eles se casassem, mas ela nunca aceitou.


+Saiba mais sobre o tema pelasobras disponíveis na Amazon:

1. Guerra dos Mundos, de H. G. Wells (2016) - https://amzn.to/37fd8si

2. Guerra dos Mundos: Retaliação, de John J. Rust e Mark Gardner (2017) - https://amzn.to/39hHmfI

3. A Máquina do Tempo, de H G Wells (2018) - https://amzn.to/2W3ITBy

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W