Matérias » Música

Tratamento contra acne e mutilação genital: A suposta castração química de Michael Jackson

Após a morte, relatos indicaram alterações hormonais e físicas que impressionaram até quem investigou o óbito do Rei do Pop

Wallacy Ferrari Publicado em 04/10/2020, às 09h00

Michael Jackson em trecho do clipe "Speed Demon"
Michael Jackson em trecho do clipe "Speed Demon" - Divulgação

Durante o Império Bizantino uma técnica foi inventada por líderes católicos para manter uma voz límpida, aguda e sem rouquidão. Os "castrato", são rapazes que, ainda durante a infância, passam por uma remoção de seus órgãos genitais, de maneira que o porte de hormônios sexuais fosse demasiadamente reduzido, interrompendo a puberdade.

Com isso, os meninos mantinham uma impressionante voz para falsetes masculinos. Com o avanço da medicina, a interrupção hormonal pôde ser cada vez menos agressiva, porém, passou a sofrer com interferências de outros medicamentos, que poderiam causar uma disfunção.

Com tal fato, um dos maiores cantores da história é associado a uma possível castração para manter a voz aguda e limpa; Michael Jacksonteve sua técnica e alcance vocal relacionada a uma possível interrupção de seus hormônios masculinos, apontada por pessoas que, não apenas conviveram com o cantor, como desbravaram sua vida em análises.

O grupo Jackson 5 com o pai e empresário, Joe Jackson (centro), e Michael de boina (à dir.) / Crédito: Divulgação

 

O surgimento da teoria

A primeira descrição de uma possível castração de Michael foi logo após sua morte; a autópsia indicou traços de mutilação genital causada por possíveis agressões. Comparado no tribunal com relatórios médicos ao longo da vida do cantor, o problema sempre esteve presente.

O médico legista chegou a atribuir o fato as constantes agressões que o músico sofria do pai,Joseph Jackson, durante a infância, mas não relacionou com a voz do músico.

Para acrescentar ainda mais informações, o pesquisador francês Alain Branchereau relacionou as agressões com uma possível castração química, mas não intencional, no corpo de Michael.

No ano de 2011, após ter acesso aos documentos públicos de sua autópsia, o escritor consultou médicos e fonoaudiólogos, além de realizar uma extensa pesquisa sobre sua juventude.

O material reunido foi publicado no livro "Michael Jackson: Le secret d'une voix" ("Michael Jackson: O Segredo de Uma Voz", em tradução livre) concluindo que o jovem fez um tratamento contra a acne com uma molécula capaz de reforçar a laringe, entre os 12 e 20 anos de idade. Além disso, Branchereau acrescentou que, por tal fato, o rapaz também foi sexualmente impotente durante o período.

Michael Jackson durante apresentação / Crédito: Divulgação/YouTube/the detail./18.03.2020

 

Palavra de médico

Em 2018, vídeos do médico Conrad Murray — condenado por homicídio doloso após ministrar a dose letal de remédios para o cantor — foram divulgados pelo jornal The Blast. Na ocasião, o americano acusou Joe Jackson de ter sido “um dos piores pais da história” pelos problemas genitais do filho.

Além de afirmar que Michael tinha dificuldade ao urinar e que tinha que ter uma camisinha colocada no pênis para evitar vazamentos, o médico acrescentou que houve uma incisão voluntária de Joe para interromper o desenvolvimento da voz: “A crueldade expressa por Michael que ele experimentou nas mãos de seu pai... O fato de ele ter sido ‘castrado quimicamente’ para manter sua voz aguda é algo indescritível”.

A técnica usada coincidiu com a pesquisa de Branchereau; de acordo com o livro “This is It! The Secret Lives of Dr. Conrad Murray and Michael Jackson”, escrito pelo médico, o tratamento hormonal junto as agressões resultaram na voz aguda. “Eu não derrubarei uma única lágrima pela morte deste homem cruel e maldoso. Dizem que os bons morrem cedo. Espero que o Joe encontre redenção no inferno”, concluiu Conrad.


+Saiba mais sobre Michael Jackson em grandes obras disponíveis na Amazon:

Intocável: A estranha vida e a trágica morte de Michael Jackson, por Randall Sullivan (2013) - https://amzn.to/2SaoTKz

Michael Jackson, por J. Randy Tamborelli (2012) - https://amzn.to/3aZRZom

Michael Jackson, o rei do pop, por Chris Roberts (2010) - https://amzn.to/2vxg9G

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W