Matérias » Crimes

Três vítimas com menos de 4 anos: Os crimes do Monstro de Worcester

Em 1973, Clive e Elsie Ralph voltaram para sua casa apenas para encontrar a propriedade vazia e cercada por policiais

Pamela Malva Publicado em 17/07/2021, às 09h00

Imagem meramente ilustrativa de urso de pelúcia
Imagem meramente ilustrativa de urso de pelúcia - Divulgação/ Pixabay/ Sammy-Williams

Aquela sexta-feira, dia 13 de abril de 1973, parecia com outra qualquer para o casal Clive e Elsie Ralph. Moradores de Worcester, no Reino Unido, os dois seguiam sua rotina normalmente, em uma data que ficaria marcada para sempre em suas memórias.

Com três filhos para cuidar, os Ralph apostavam em uma longa jornada de trabalho para que pudessem sustentar toda a família. Exatamente por isso, naquela noite, Elsie trabalhava em um pub da região, enquanto seu marido dirigia caminhões.

Ao voltar para casa na Gillam Street, no distrito de Rainbow Hill, contudo, o casal encontrou uma cena assustadora. A porta de sua residência estava cercada por policiais tensos, que falavam sobre um triplo assassinato. Era o fim de uma bela família.

O começo de tudo

Um ano antes daquela trágica noite, os Ralph receberam o jovem David McGreavy em sua casa. Ele parecia chateado e dizia não aguentar mais a própria família, já que teria se desentendido com os pais. Uma ideia, então surgiu na cabeça dos três amigos.

Como confiavam no garoto, que tinha cerca de 20 anos na época, os Ralph permitiram que David morasse na casa da família por um tempo. Bastante querido pelos vizinhos do bairro, o jovem era conhecido por seu comportamento amigável e carinhoso.

Por isso, inclusive, os Ralph não pensaram duas vezes quando precisaram de alguém para cuidar de seus três filhos nos dias em que tinham de trabalhar. Foi exatamente isso que aconteceu, por exemplo, naquela fatídica noite de 13 de abril de 1973.

Um eísódio aterrorizante

A noite de David começou no pub Buck's Hill, onde ele se divertiu com um amigo, bebendo cerveja e jogando cartas. Acontece que, quando bebia muito, McGreavy se transformava, adquirindo um comportamento agressivo, marcado pela pouca paciência.

Já alcoolizado, o jovem pegou uma carona com Clive Ralph, que o deixou na casa de sua família para que David pudesse cuidar das três crianças por cerca de uma hora. Foi nesse momento que tudo mudou — e de uma forma que ninguém conseguiu prever.

Em algum momento entre as 22h15 e 23h15 daquela noite, David irritou-se profundamente com a pequena Samantha, de oito meses, a filha mais nova dos Ralph. Cego pela raiva que sentia, já que a menina chorava sem parar, ele fez algo impensável.

Uma noite de crimes

Os acontecimentos que se seguiram foram inacreditáveis. Implacável contra os pequenos, David matou cada uma das crianças de formas diferentes, começando pela bebê, cujas lágrimas haviam irritado o garoto que deveria fazer o choro parar.

Samantha foi morta por uma fratura no crânio. Minutos depois, Dawn, que tinha dois anos, teve sua garganta cortada e Paul, o mais velho, foi estrangulado aos 4 anos. David, no entanto, decidiu que não pararia por aí e seguiu com a noite de terror.

O jovem, que acabara de se tornar um serial killer, desceu até o porão dos Ralph, onde pegou uma picareta. Com a ferramenta, McGreavy mutilou os três pequenos corpos, os empalou em uma cerca de ferro no quintal dos fundos e, finalmente, saiu da casa.

Simples reação

David foi preso horas depois que os Ralph encontraram sua casa vazia. O jovem, que fiou conhecido como 'Monstro de Worcester', foi encontrado perambulando pelas ruas às 3h50 da manhã e, abordado pelos oficiais, agiu como se nada tivesse acontecido.

Muito tempo depois, já em seu depoimento, McGreavy confessou os crimes, sendo que a única justificativa que ele encontrou para os assassinatos foi com base no choro de Samantha. “Tudo o que eu podia ouvir eram crianças, crianças, crianças”, disse ele.

“Fui eu, mas não fui eu”, afirmou David. "Eu coloquei minha mão sobre a boca dela [de Samantha] e partiu daí. Está tudo na casa. Em Paul, usei um arame. Eu ia enterrá-lo, mas não consegui. Eu fui lá fora e coloquei-os em cima do muro.”

Pesadelo sem fim

No dia 28 de junho de 1973, um julgamento de oito minutos decidiu pela prisão perpétua de David McGreavy. Tendo se declarado culpado, o jovem não teve uma defesa e foi preso logo em seguida, aliviando a angústia dos Ralph — o que não durou muito.

Em 2018, contudo, o Conselho de Liberdade Condicional da Inglaterra decidiu que o criminoso, já com quase 70 anos, poderia ser liberado da sentença. Sob o argumento de que David teria “mudado consideravelmente”, ele foi solto em dezembro, segundo a BBC.

Para Elsie, que casou novamente e assumiu o sobrenome de Urry, aquela parecia ser uma traição do Estado. "Ele colocou meus bebês em espetos, pelo amor de Deus. Ele os mutilou e eles morreram em agonia", narrou ela, à época, ao The Sun. David segue solto.


+Saiba mais sobre serial killers por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Psicopata Americano, de Bret Easton Ellis (2020) - https://amzn.to/34yE1t1

Serial Killers - Anatomia do Mal: Entre na mente dos psicopatas, de Harold Schrechter (2019) - https://amzn.to/39YVlGK

De frente com o serial killer, de Mark Olshaker e John E. Douglas (2019) - https://amzn.to/2UX47R4

Lady Killers: As mulheres mais letais da história, de Tori Telfer (2019) - https://amzn.to/3c7BoPb

Mindhunter: O Primeiro Caçador de Serial Killers, de John Douglas e Olshaker Mark (2017) - https://amzn.to/2xccb7L

Ted Bundy: Um Estranho ao Meu Lado, de Ann Rule (2019) - https://amzn.to/3cauuc9

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W