Matérias » Personagem

As tristes últimas palavras da princesa Diana antes de sua morte

Em 2017, o sargento do corpo de bombeiros responsável pelo resgate do trágico acidente revelou em uma entrevista o que a princesa teria falado durante seus últimos minutos de vida

Daniela Bazi Publicado em 12/02/2020, às 17h48

Diana, Princesa de Gales
Diana, Princesa de Gales - Wikimedia Commons

Em 31 de agosto de 1997, o mundo recebeu a notícia de que Diana, a princesa de Gales, teria falecido em um trágico acidente de carro em Paris, França, junto de seu namorado Dodi Al-Fayed e o motorista Henri Paul. Trevor Rees-Jones, guarda-costas de Dodi, foi o único sobrevivente.

Durante o acontecimento, o casal estava sendo perseguido por nove paparazzis franceses, quando o motorista perdeu o controle do carro e bateu no décimo terceiro pilar do túnel da Ponte de l’Alma. Dodi e Henri teriam morrido ainda no local e, segundo a perícia, nenhum dos ocupantes fazia o uso do cinto de segurança.

Princesa Diana e Dodi Al-Fayed / Crédito: Divulgação

 

Em 2017, o sargento Xavier Gourmelon, bombeiro responsável pelo resgate do trágico acidente, revelou as últimas palavras da princesa antes de ser dada como morta. Segundo ele, ao conseguir retirá-la do carro, Diana teria dito “Meu Deus, o que aconteceu?”, e em seguida foi levada imediatamente para a ambulância.

Testemunhas oculares da tragédia dizem ter escutado a princesa murmurar diversas vezes “oh meu Deus” e, logo após os socorristas conseguirem afastar todos os paparazzi do local, ela teria dito “me deixem em paz”.

Goulermon também teria revelado que ficou surpreso ao saber da morte de Diana já que, durante a operação de resgate, ele tinha certeza de que ela poderia sobreviver ao acidente.

Veículo após o acidente / Crédito: Divulgação

 

"Eu podia ver um pequeno ferimento em seu ombro direito. Fora isso, não havia nada significativo. Não havia sangue espalhado pelo corpo dela. Para ser sincero, eu pensei que ela sobreviveria. Até onde sei, ela estava viva na ambulância, e eu esperava que ela sobrevivesse", detalhou.

O bombeiro ainda confirmou que Dodi e a princesa estavam sem cinto. Ela teria ficado presa nas ferragens por aproximadamente uma hora, até ser retirada ainda com vida após o teto do carro ser cortado para facilitar o resgate.

A falta do cinto, segundo as mídias da época, teria causado estranheza nas pessoas próximas a princesa que, segundo eles, tinha o hábito de usá-lo sempre para todos os lugares que ia.

Diana no carro tentando se esconder dos paparazzi / Crédito: Divulgação

 

Diana teve seus sinais vitais estabilizados ainda no local, e foi levada às pressas ao Hospital Pitié-Salpêtrière. Chegando lá, os médicos constataram que seu coração havia sido deslocado, rompendo algumas veias importantes de seu corpo causando uma grave hemorragia interna.

Apesar de ter sido submetida a uma cirurgia de emergência, os ferimentos eram graves demais. Diana Spencer morreu às 4h00 da madrugada por hemorragia interna e falência cardiorrespiratória. A investigação concluída em 2008 afirmou que o acidente foi causado por negligência do motorista, que estava dirigindo em alta velocidade e bêbado.


++Saiba mais sobre a Princesa através das obras abaixo

Diana: Sua verdadeira história em suas próprias palavras, Andrew Morton (2013)

Link - https://amzn.to/2EhlUt4

Kate: Nasce uma princesa, Claudia Joseph (2011)

Link - https://amzn.to/36yUdby

Meghan: A princesa de Hollywood que conquistou a Inglaterra, Andrew Morton (2018)

Link - https://amzn.to/2EhwLU4

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.