Matérias » Personagem

Truddi Chase: conheça a mulher que tinha 92 personalidades

A vida de Chase mudou completamente quando ela foi abusada pelo próprio padrasto na infância

Giovanna Gomes Publicado em 28/10/2020, às 13h15

Truddi no programa de Oprah
Truddi no programa de Oprah - Reprodução/Oprah

No ano de 1990, a famosa apresentadora de TV americanaOprah encantava telespectadores com um Talk Show que era transmitido em todo o país. Em uma edição de seu programa, chamado The Oprah Winfrey Show, ela entrevistou uma mulher diagnosticada com um transtorno dissociativo de personalidade.

Truddi Chase, a entrevistada, relatou ter sofrido abuso sexual do padrasto quando tinha apenas dois anos de idade, o que abalou seu psicológico e fez com que ela desenvolvesse o transtorno. Ela também explicou à Oprah como suas diferentes personalidades se manifestavam.

Infância e abuso

Truddi precisou de terapia para resgatar antigas memórias, já que não se lembrava de quase nada. A mãe se separou de seu pai quando ela tinha dois anos e foi morar em uma fazenda com seu padrasto, que a estuprou pela primeira vez logo após a mudança. Era como se ela tivesse deixado de existir depois disso. "Algo tem que ceder", afirmou. "Você não pode despejar tanto em um ser humano e não perder algo".

Truddi e a apresentadora Oprah - Crédito: Reprodução/Oprah

 

Referindo-se a si mesma, ela utilizava os termos "você" e "nós", o que ocorre devido às suas diferentes personalidades. Chase explicou a apresentadora que seu padrasto ainda abusou sexualmente de seu meio-irmão, filho dele. Além disso, animais da fazenda eram estuprados e, para evitar que os vizinhos desconfiassem de algo, o homem os matava após o ato.

Truddi disse que nunca contou a ninguém sobre o que acontecia porque achava que ninguém a ajudaria. Ela declarou que uma das coisas mais difíceis foi quando descobriu que sua mãe devia saber sobre o que estava acontecendo em casa, mas não fez nada para mudar a situação. 

Assim, ela decidiu fugir da residência aos 16 anos e assumiu oficialmente o nome Tryuddi Chase - não fora mencionado o nome de batismo. Em sua visão, a mudança de nome era uma saída para não ser encontrada pelos pais. 

Depois que When Rabbit Howls, livro que Truddi escreveu, foi publicado, um repórter do Washington Post localizou o padrasto da mulher, que negou as afirmações da entrevistada. No entanto, outros membros da família de Truddi confirmaram sua história.

Diferentes personalidades

Truddi disse que cada uma de suas personalidades se lembra de partes diferentes dos acontecimentos. Ao The Chicago Tribune, ela explicou que as personalidades apareciam diante de fatores estressantes como ansiedade e estresse. Foi em 1979 que se deparou com outras personalidades.

Assim, conheceu Dr. Robert Phillips, um hipnoterapeuta que acompanhou seu caso e foi responsável por revelar que a mulher sofria com 92 identidades.

Segundo Chase, "Black Catherine" era a personalidade mais raivosa. “Quando ela apareceu, ninguém queria conhecê-la, mas para conhecer uma é preciso saber de tudo”, explicou ela. "Então tivemos que inspecionar a nós mesmos e as memórias."

Truddi e seu terapeuta - Crédito: Reprodução/Oprah

 

"Rabbit", diz Truddi, segura a dor. “No começo não entendíamos qual era o propósito dela. Ela era tão pequena”, explicou ela.  A mulher também declarou que nem todas se conheciam e que não estavam todas "ativas": “Algumas delas estão tão 'danificadas' que meio que ficam nas sombras”, explicou ela.

A filha de Truddi, que também estava presente no programa, declarou: “Eu chegava em casa e não sabia para quem estava voltando”, diz ela. "É sempre interessante."

De acordo com Phillips, não se sabe ao certo o que causa a divisão da personalidade dela. "Parece ser algo sobre o cérebro, sobre a mente, que permite que esse processo muito criativo entre e ajude a defender uma pessoa. Geralmente é uma pessoa que sofre abusos muito, muito jovem - antes que a personalidade seja formada", afirma.

Filha de Truddi - Crédito: Reprodução/Oprah

 

 

Embora muitos duvidem da veracidade da história, a biografia de Truddi foi de extrema importância para a mulher, que inclusive explica os efeitos devastadores de um abuso sexual. Infelizmente, ela faleceu aos 75 anos de idade no dia 10 de março de 2015, em sua casa, nos EUA.

A história tornou-se tão conhecida nos EUA à época que acabou servindo de inspiração para a criação de uma famosa personagem da DC comics, Crazy Jane. Criada por Grant Morrison, a personagem da Patrulha do Destino é uma paciente mental que possui múltiplas personalidades que contam cada uma com um superpoder específico.


+Saiba mais sobre psicologia por meio das obras disponíveis na Amazon: 

Freud (1930-1936) o mal-estar na civilização e outros textos, de Sigmund Freud e Paulo César de Souzav ( 2010) - https://amzn.to/2V0JZfI

Fundamentos da clínica psicanalítica, de Sigmund Freud (2017) - https://amzn.to/347Ouct

Fundamentos do diagnóstico psiquiátrico, de Allen Frances ( 2015) - https://amzn.to/2yzdUUZ

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.
 
Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 
 
Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W