Matérias » Personagem

Um vestido: a maior vingança da Princesa Diana não foi proposital

Em sua primeira aparição após Charles confirmar sua infidelidade, Lady Di apareceu diferente do que era especulado

Daniela Bazi Publicado em 15/12/2019, às 08h00

Lady Di no vestido que ficou conhecido como "vestido clássico da vingança"
Lady Di no vestido que ficou conhecido como "vestido clássico da vingança" - Getty Images

No dia 29 de junho de 1994 a princesa Diana, Princesa de Gales, fez uma aparição no evento anual da Vanity Fair, em Londres, que escandalizou o mundo. Durante a mesma noite, o Príncipe Charles havia admitido em uma entrevista na televisão que havia traído sua esposa.

Diana apareceu com um vestido cocktail preto que deixava os ombros a mostra e impactou o público e os jornais da época. Era a primeira vez em que ela aparecia após os escândalos relacionados ao fim de seu casamento, e apresentava uma mulher independente da família real e, principalmente, de Charles. Diferente do que a mídia tentava retratar após o polêmico episódio.

A roupa usada ficou conhecida como “vestido clássico da vingança”, e quase não foi utilizada para o evento. Diana não costumava andar com figurinos assim por considerar um pouco ousado demais para a realeza.

[Colocar ALT]
O vestido da Princesa de Gales foi feito pela estilista Christina Stambolian / Créditos: Getty Images

 

A ideia inicial era que a princesa usasse Valentino, mas mudou de ideia após um comunicado sobre o visual do evento. Segundo sua ex-estilista Anna Harvey "Ela queria parecer um milhão de dólares. E ela fez". Desde então, Diana se estabeleceu como um ícone mundial da moda.

Alex Longmore, jornalista e estilista britânico disse que o principal motivo para o sucesso do visual foi a própria princesa. "Era o caso clássico de uma mulher usando o vestido e não o contrário. Era exatamente o oposto do 'traje da princesa' que havia sido manchete nos anos 80. Um de seus estilistas favoritos, David Sassoon , lembrou que 'houve uma tremenda mudança na menininha tímida que eu vesti inicialmente para essa mulher abertamente glamorosa'”.

Longmore ainda completou "É o sorriso dela, sua confiança e seus ombros que tornam essas fotos tão memoráveis. Ela é radiante, feliz e no controle. Além de perder o título de HRH , ela se saiu muito bem depois de deixar a empresa. Naquela noite, Diana imortalizou um vestidinho preto e, uau, ela fez isso bem.”.


+Saiba mais com as obras abaixo:

Diana: Sua verdadeira história em suas próprias palavras, Andrew Morton (2013)

Link - https://amzn.to/2EhlUt4

Kate: Nasce uma princesa, Claudia Joseph (2011)

Link - https://amzn.to/36yUdby

Meghan: A princesa de Hollywood que conquistou a Inglaterra, Andrew Morton (2018)

Link - https://amzn.to/2EhwLU4

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.