Matérias » Personagem

Uma escova de dentes para cada: Kim Noble, a mulher que tinha 100 personalidades

O caso chamou atenção da comunidade psiquiátrica em 2010 — e pôde ser amenizado com ajuda das artes plásticas

Wallacy Ferrari Publicado em 16/09/2020, às 12h47

Kim Noble em entrevista com Oprah Winfrey, em 2014
Kim Noble em entrevista com Oprah Winfrey, em 2014 - Divulgação/YouTube/OWN/29.07.2014

Patricia é uma moça simples, apaixonada por arte; Salomé é uma católica devota; Judy sempre aparece na hora das refeições e tem complexo com a obesidade; Ken é um homem gay jovem e deprimido. Todas as personalidades citadas pertencem a só uma pessoa; Kim Noble, de 59 anos, que morava em uma pequena casa em Londres, Inglaterra.

De acordo com o The Guardian em 2011, Kim foi diagnosticada com transtorno dissociativo de identidade, ou TDI - o termo preferido para o que costumava ser chamado de transtorno de personalidade múltipla — ainda na juventude, porém, pouco pôde fazer em relação às constantes mudanças de opinião, plenitude e até mesmo na fala.

A suspeita médica é relacionada a um suporto trauma grave de abuso sexual ainda na infância, porém, nunca revelado diretamente, visto que Kim atende por diversas personalidades, mas nunca se apresenta com o nome real. A mais comum, Patricia, concedeu diversas entrevistas e reconheceu que é batizada como Kim, mas confunde as agendas com outras dezenas de personalidades.

Aimee junto a mãe em uma de suas mostras de arte / Crédito: Divulgação/YouTube/VICE/03.04.2018

 

Fragmentada

Ao longo de um único dia, Kim costuma exibir cerca de três personalidades distintas, reconhecida pela filha Aimee, nascida em 1997. “Dawn" foi a personalidade atribuída ao período de gestação da garota, sendo relatada por Kim como a mãe de Aimee — as outras personalidades, no entanto, não a reconhecem.

Visto que Kim vive apenas com a filha, não há omissões por parte da equipe psiquiátrica que acompanha a mãe; do contrário, a jovem de 23 anos é paciente, e compreende que as afirmações feitas por outras personalidades contra ela não passam de transtornos. Em uma entrevista à Oprah Winfrey, em 2010, uma das personalidades chegou a dizer que gostava de Aimee como “filha de amigos, mas que nada era igual a ter sua própria filha”.

Os psicólogos também cooperam com os distúrbios para avaliar um progresso; Kim tem mais de 20 personalidades que chegam a ter um endereço de e-mail próprio. O terapeuta particular relatou à Oprah que já teve de enviar uma mensagem para cada uma das personalidades visando contato com a paciente. Além disso, há uma coleção de roupas diferentes e escovas de dentes no dormitório da casa — visto que não querem compartilhar os itens.

Algumas das pinturas de Kim confeccionadas por personalidades diversas / Crédito: Divulgação

 

Esperança na arte

A filha Aimee sugeriu uma solução que abrigou as múltiplas personalidades da mãe de maneira solidária; e se, junto dos terapeutas, Kim pudesse expressar seus sentimentos na pintura? O resultado foi uma série de desenhos externando medos, traumas e mais sobre as personalidades. Um fato que impressionou, entretanto, foi de que os traços mudaram com as figuras distintas.

Missi é uma personalidade infantil e costuma pintar com traços simples, evitando detalhes elaborados e pinturas uniformes, diferente de Abi, uma personalidade muito cética, perfeccionista e que realiza obras inspiradas em sentimentos como a solidão e a compreensão. Ao longo de todas as características, cada uma possui uma técnica diferente — nunca antes treinada por Kim.

Em algumas, abusa das cores, outras do realismo e proporcionalidade. Tais obras chamaram atenção do jornal The Guardian, que decidiu publicar as obras contando a história de Kim. Além de ter um espaço em uma pinacoteca londrina, tem como principal fonte de renda as pinturas, comercializadas pela filha Aimee e enviadas para clientes por todo o mundo — desde apreciadores da arte e da psiquiatria até celebridades e esportistas.


+Saiba mais sobre a psiquiatria em grandes obras disponíveis na Amazon

30 Histórias Insólitas Que Fizeram a Medicina, de Jean-Noël Fabiani (2019) - https://amzn.to/33fpduN

A fabulosa história do hospital: Da Idade Média aos dias de hoje, de Jean-Noël Fabiani (2019) - https://amzn.to/2QIKVFe

Arterias sanas gracias a una dieta equilibrada sin colesterol, de Jean-Noël Fabiani (2009) - https://amzn.to/2QINNla

L'Incroyable Histoire de la médecine (Edição Francês), Jean-Noël Fabiani (2018) - https://amzn.to/2D6CF9I 

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W