Matérias » Curiosidades

O veículo usado em filme de James Bond que fez um casal ficar milionário

Utilizado nas filmagens do clássico 007 O Espião Que Me Amava, de 1977, rendeu uma fortuna e inspirou Elon Musk no polêmico Tesla Cybertruck

Fabio Previdelli Publicado em 10/12/2019, às 12h30

Cena do filme 007 – O Espião Que Me Amava (1977)
Cena do filme 007 – O Espião Que Me Amava (1977) - Divulgação

Em 1989, um casal de Long Island, em Nova York, pagou cerca de 100 dólares por todo o conteúdo de um container em um leilão às cegas. Ao abrirem a porta da unidade de armazenamento, eles estavam diante de uma das maiores surpresas de suas vidas: escondido sob alguns cobertores velhos estava o carro esportivo Lotus Esprit, de 1976, que foi usado nas filmagens do clássico 007 – O Espião Que Me Amava (1977).

O modelo marcou uma geração pelo seu visual arrojado e por também ter se tornado uma espécie de veículo anfíbio subaquático no filme. Inclusive, o carro recém adquirido pelos dois era o único que havia sido utilizado em cenas embaixo d’água.

Entretanto, no começo, “eles realmente não faziam ideia do que era”, revelou Doug Redenius, co-fundador da Ian Fleming Foundation — empresa que autenticava o carro — em entrevista à NBC News em 2013. “Eles nunca tinham visto um filme de Bond. Eles não tinham ideia do valor da descoberta.”

Barbara Bach e Roger Moore, estrelas do filme de James Bond 'O Espião que Me Amava', apoiando-se no agora famoso 'anfíbio' Lotus Esprit / Crédito: Getty Images

 

O marido planejava consertar o teto amassado do carro esportivo e fazer outras melhorias. Mas depois que eles carregaram o carro em um caminhão e partiram para casa, os caminhoneiros os contataram via rádio para avisá-los de que estavam transportando um carro  usado no filme de James Bond. Mais tarde, o marido “saiu e alugou o filme em VHS e constatou de que era verdade”, explicou Redenius.

O casal restaurou o veículo e o exibiu em exposições ocasionais por mais de duas décadas, antes de decidirem colocá-lo em leilão em 2013. O automóvel foi vendido na RM Sotheby’s para um comprador secreto pelo valor de 997 mil dólares, algo em torno de 4,2 milhões de reais na conversão atual.

O que eles não sabiam é que quem tinha arrematado o carro era ninguém menos que Elon Musk, o multibilionário CEO da Tesla, que declarou ter crescido assistindo os filmes de Bond. Musk chegou a dizer que planejava colocar uma unidade motriz da Tesla na Lotus para tentar transformá-lo em um mini submarino, como acontecia no filme.

O futurista e polêmico Tesla Cybertruck foi inspirado no modelo clássico usado no filme de James Bond / Crédito: Divulgação

 

Porém, essa história nunca mais voltou a público, pelo menos não envolvendo o carro adquirido no leilão. Isso porque ao apresentar o futurista e polêmico Tesla Cybertruck, ele revelou que uma de suas inspirações havia sido o modelo usado no filme de Bond.