Matérias » Personagem

Vícios e internações: A vida conturbada da socialite Edie Sedgwick

Herdeira de uma fortuna, a atriz chocou a sociedade norte-americana por seu comportamento rebelde e pelo uso descontrolado de substâncias ilícitas

Penélope Coelho Publicado em 23/07/2020, às 16h10

Edie Sedgwick em entrevista
Edie Sedgwick em entrevista - Divulgação/ Youtube/ Merv Griffin Show 1965

Nem todo o dinheiro do mundo conseguiu trazer paz de espírito para Edie Sedwick, dona de uma grande fortuna. A jovem nunca soube administrar bem seu dinheiro, além disso, durante boa parte da vida, a herdeira enfrentou problemas com drogas e distúrbios mentais. Apesar de realizar o sonho de ser atriz, sua carreira foi meteórica, já que Edie faleceu cedo demais.

Anos iniciais

Nascida em 20 de abril de 1943, em Santa Barbara, na Califórnia, Edith Minturn Sedgwick Post, foi a sétima dois oito filhos de Francis Minturn Sedgwick e Alice Delano de Forest. O homem era um rico fazendeiro e a família Sedgwick era muito influente na região.

Apesar de todas as regalias que o dinheiro pôde oferecer, a jovem teve uma adolescência extremamente conturbada. Sua vida foi controlada de perto por seus pais. Aos 13 anos, a garota começou a demonstrar sinais de que alguma coisa não estava bem.

Nessa época, a menina tinha acabado de perder seu avô e desenvolveu um transtorno alimentar com diagnóstico de anorexia. Essa foi a primeira, das inúmeras vezes em que Sedgwick foi internada.

Quando saiu da clínica, a jovem teve um breve relacionamento com um estudante de Harvard e acabou engravidando. Devido ao seu dinheiro, não foi difícil para ela conseguir realizar um aborto alegando que não tinha condições mentais para criar uma criança.

O estado de Edith piorou muito quando ela perdeu seu irmão Francis Jr, em decorrência de um suicídio em 1964. Esse foi um ano difícil para a jovem, mas, também foi um marco para sua independência. Em 1964, Sedgwick recebeu de sua avó uma grande quantia de dinheiro que mudaria sua vida, na mesma época ela decidiu ir morar em outro lugar.

Popularidade

Quando completou 21 anos, Edie se mudou para Nova York com o intuito de iniciar uma carreira como atriz e modelo. Foi ai que seu destino se cruzou com o do pintor e cineasta norte-americano, Andy Warhol.

Fotografia de Andy Warhol / Crédito: Wikimedia Commons

 

O homem ficou conhecido por ser a referência do movimento da pop art e a bela logo se tornou a maior musa do artista. A jovem atriz começou a participar dos filmes experimentais de Warhol, como: Vinyl (1965); Poor Little Rich Girl (1965) e Kitchen (1965). Mesmo que as produções do cineasta não fossem muito conhecidas fora do mundo do cinema underground, Edie começou a se tornar popular.

Sua beleza única e estilo próprio chamavam a atenção, por esses motivos, ela passou a ser chamada de It Girl pelas revistas conceituadas da época. Contudo, a amizade entre ela e o diretor não durou muito, o que iria resultar em uma nova fase na vida da socialite.

Relacionamentos e internações

Fotografia de Edie Sedgwick / Crédito: Wikimedia Commons

 

Depois de romper com Warhol, a atriz conheceu o músico Bob Dylan, por quem se interessou rapidamente. Eles começaram a namorar, entretanto, o relacionamento acabou brevemente quando a intérprete descobriu que o homem havia se casado com outra mulher em uma cerimônia secreta.

No mesmo ano, em 1966, ela começou a se envolver com um amigo íntimo de Dylan, Bob Neuwirth, no período deste relacionamento, a milionária se tornou cada vez mais dependente de substâncias químicas ilegais e seu estado de saúde mental só piorava.

Atos de rebeldia eram vistos com frequência, a jovem tinha a vida exposta na mídia — já que gastava muito dinheiro em hotéis caríssimos e também foi pega constantemente portando drogas. Com o tempo, o namorado não aguentou o ritmo e o comportamento difícil da modelo, por isso, decidiu botar um fim na relação.

No ano seguinte, a herdeira decidiu voltar para a fazenda de sua família em Santa Barbara com o objetivo de se recuperar. Ela foi internada mais uma vez em uma clínica de reabilitação, onde acabou adquirindo o vício de tomar remédios para dormir.

Após sair do hospital, Edie se casou em julho de 1971 com Michael Post, um homem que conheceu enquanto estava internada. A mulher prometeu ficar sóbria para manter a relação, mas, não conseguiu vencer seu vício.

A união foi breve, pois em 16 de novembro do mesmo ano, Edie Sedgwick faleceu após misturar uma grande quantidade de bebida alcóolica com remédios para dormir. A causa da morte foi dada como indeterminada/acidente. A jovem tinha somente 28 anos na ocasião.


+Saiba mais sobre o tema por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Bilionários, de Ricardo Geromel (2015) - https://amzn.to/3f61KUf

Bill Gates: The Man Behind Microsoft, por JR MacGregor (2017) - https://amzn.to/2VdKumR

Bill Gates - O Nerd Bilionário, por Leia Negócios (2019) - https://amzn.to/3e5tyHH

The Four: The Hidden DNA of Amazon, Apple, Facebook, and Google (English Edition), Scott Galloway (2017) - https://amzn.to/2tqNAtT

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W