Matérias » Personagem

Vídeo: 24 anos sem Diana, a eterna princesa de Gales

Abalando a família real britânica, Lady Di encantou o mundo ao se mostrar como um humano dotado de virtudes e imperfeições

Redação Publicado em 05/09/2021, às 09h00 - Atualizado às 09h37

Gravação de Diana
Gravação de Diana - Divulgação/Vídeo

Diante da pressão de encontrar uma esposa, o caminho do jovem Charles, filho de Elizabeth II e herdeiro do trono britânico, se entrelaçou com o de Diana Spencer.

Apesar de nunca ter escondido seu grande amor por Camilla Parker Bowles, atual esposa, foi Lady Di quem se tornou sua esposa. Com o noivado anunciado em fevereiro de 1981, o que parecia um conto de fadas se tornou um verdadeiro pesadelo.

“Na noite anterior ao casamento, eu estava calma, mortalmente calma. Senti que era um cordeiro indo para o massacre. Eu sabia a verdade e não podia fazer nada sobre isso”, chegou a dizer Diana.

Através de uma cerimônia que foi acompanhada por 1 bilhão de pessoas ao redor do mundo e 3.500 convidados, o evento ocorrido na Catedral de St. Paul entrou para a História. Era apenas um dos muitos capítulos que marcaram a breve vida de Diana.

Getty Images

 

24 anos após sua trágica morte ocorrida na França, Lady Di ainda apaixona gerações. Carismática e culta, ela foi a mulher que acabou por humanizar a família da rainha e chegou até mesmo rivalizar com a popularidade de Elizabeth.

“Esse impacto pode ser creditado a diversos fatores que vão desde sua beleza, seu charme, carisma pessoal, a propaganda sobre suas ações de caridade, mas também pelo que foi visto como uma suave insubordinação à liturgia da família real”, explica o professor Elion Campos, doutorando em história social e professor nos cursos de História da faculdade Estácio de Sá, com exclusividade à Aventuras na História.

Getty Images

 

“Diana ousou, em alguns momentos mais, outros menos, romper com essa construção de imagem e mostrar-se como um ser humano, dotado de virtudes, mas também de defeitos, imperfeições e dúvidas. Esse fato, somado ao carisma pessoal pode ter sido responsável por sua popularidade. De alguma forma, as pessoas que enxergavam a realeza como um mundo de perfeição e fantasias podem ter se identificado”, diz o professor.

Abaixo, você confere alguns dos mais marcantes fatos sobre a eterna ‘princesa de Gales’.