Vitrine » Brasil

Antes do golpe de 64, o Brasil seria uma potência comunista?

Obra 1964: O Elo Perdido. O Brasil nos Arquivos do Serviço Secreto Comunista, de Mauro Kraenski e Vladimir Petrilak revela as ameaças comunistas no país

Victória Gearini Publicado em 28/11/2019, às 22h00

Brasil durante o regime militar
Brasil durante o regime militar - Wikimedia Commons

A obra 1964: O Elo Perdido. O Brasil nos Arquivos do Serviço Secreto Comunista, de Mauro Kraenski e Vladimir Petrilak, propõe uma nova perspectiva das décadas de 50 e 60 no Brasil, a partir de documentos secretos do antigo bloco soviético.

Após a Revolução de Veludo de 1989, a República Tcheca passou a guardar um grande acervo documental com o propósito de preservar a memória histórica do país, que por mais de 40 anos sofreu com a repressão do governo totalitário comunista.

Passeata dos Cem Mil / Crédito: Wikimedia Commons

 

O Instituto para o Estudo de Regimes Totalitários reuniu esses documentos soviéticos e confirmou que houve influência da URSS em outros países livres. Dentre as informações descobertas pelo instituto, há relatórios de agentes secretos, planos de operações e recibos de pagamentos de colaboradores brasileiros.

Os países que se opuseram ao comunismo foram duramente repreendidos pelo exército vermelho. A pesquisa revelou, ainda, que houve atuação ilegal de países comunistas no Brasil e a infiltração deles nos gabinetes presidenciais dos três últimos governos, que antecederam o golpe de 64.

Palácio do Planalto durante o regime militar / Crédito: Wikimedia Commons

 

Lançada pela Editora Vide, em 2016, esta obra reúne uma coleção de documentos inéditos e importantes para a historiografia brasileira. O objetivo dos escritores Mauro Kraenski e Vladimir Petrilak é denunciar as possíveis ameaças que nações democráticas estão sujeitas a enfrentar.

Todos os documentos publicados na obra foram traduzidos literalmente e estão escritos na íntegra. Segundo os autores, a intenção não é expor nem julgar os personagens citados na narrativa, mas sim denunciar as mentiras que foram contadas pelos regimes totalitários comunistas.  


+Saiba mais sobre esta e outras obras com até 80% de oferta:

1.1964. O Elo Perdido. O Brasil nos Arquivos do Serviço Secreto Comunista, de Mauro Kraenski e Vladimir Petrilak (2016) - https://amzn.to/37QtKYv

2. A Segunda Guerra Mundial: Os 2.174 dias que mudaram o mundo, de Martin Gilbert (2014) - https://amzn.to/34sV0db

3. Armas, germes e aço, de Jared Diamond (2017) - https://amzn.to/35Hqywb

4. Casa-Grande & Senzala, de Gilberto Freyre (2016) - https://amzn.to/33zDRgY

5. Como funciona o fascismo: A política do “nós” e “eles”, de Jason Stanley (2018) - https://amzn.to/2QWrPeN

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com a BlackFriday e estarão disponíveis até 01/12/2019. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.