Vitrine » Segunda Guerra

Obra retrata o amor entre uma prisioneira judia e o tatuador de Auschwitz

Baseado em fatos reais, o romance histórico de Heather Morris denuncia barbaridades da Segunda Guerra Mundial

Victória Gearini Publicado em 05/03/2020, às 20h20

Tatuagem de um prisioneiro de campo de concentração
Tatuagem de um prisioneiro de campo de concentração - Getty Images

Ao chegarem nos campos de concentração, os judeus eram tatuados com números, e a partir disso perdiam seus nomes e identidades. No entanto, pouco se sabe sobre os “tatuadores” por trás dessa barbaridade. Inspirado nesse fato, a escritora Heather Morris produziu um de seus maiores romances históricos: O tatuador de Auschwitz.

Lançada pela Editora Planeta, em 2019, a obra de Morris conta a história de um amor que ultrapassou os limites do terrível campo de concentração de Auschwitz. O romance trata do testemunho da coragem daqueles que desafiaram o sistema nazista. Ao longo da história, o leitor é conduzido a imaginar as barbaridades cometidas dentro desses locais. 

Baseada em fatos reais, a trama conta a trajetória de Lale Sokolov e Gita Fuhrmannova, dois judeus eslovacos que se conheceram durante a Segunda Guerra, no campo de extermínio de Auschwitz.

Crédito: Editora Planeta 

 

No local, Lale foi o encarregado de tatuar números nos corpos dos prisioneiros judeus. Sequestrados e torturados, essas pessoas aprisionadas tinham suas peles marcadas para sempre, tornando-se símbolos do Holocausto. Lale, por sua vez, foi acusado de compactuar com os nazistas e trair seu próprio povo. No entanto, utilizava de sua posição privilegiada para ajudá-los.

No decorrer do romance, Lale prova sua lealdade ao trocar jóias e dinheiro por comidas, para mantê-los vivos. Além disso, passou a desempenhar outras funções que pudessem poupar as vidas de outros judeus. 

No meio de todo o sofrimento, o rapaz encontrou esperança em Gita, uma judia recém chegada ao campo. Neste momento, Heather Morris descreve de forma emocionante o amor proibido entre a prisioneira judia e o tatuador de Auschwitz.


+Saiba mais sobre o tema por meio de grandes obras:

O tatuador de Auschwitz: Baseado na história real de um amor que desafiou os horrores dos campos de concentração, de Heather Morris (2019) - https://amzn.to/2TBhPr2

As mulheres do nazismo, de Wendy Lower (2014) - https://amzn.to/2IsPrSB

O Diário de Anne Frank, de Anne Frank (1995) - https://amzn.to/2LpppBC

Tudo sobre Anne, de Casa de Anne Frank (2019) - https://amzn.to/369A8YO

Os colegas de Anne Frank, de Theo Coster (2012) - https://amzn.to/34VfRX1

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.