Vitrine » Cultura

“Inferno”, de Dante Alighieri, ganha tradução contemporânea para novos leitores

Os tradutores da obra nos contaram sobre os desafios de trazer um clássico para os tempos atuais

Rafaela Bertolini, sob a supervisão de Isabella Bisordi Publicado em 13/12/2021, às 17h40

Capa da obra "Inferno" (2021)
Capa da obra "Inferno" (2021) - Crédito: Reprodução / Companhia das Letras

Nascido em Florença no século XIII, o escritor Dante Aligheri se tornou uma das figuras mais importantes da literatura ocidental. Sua coleção de livros “Divina Comédia” é um grande marco na literatura, ajudando a moldar a língua italiana e a forma clássica dos conceitos de "paraíso", "purgatório" e "inferno" que conhecemos hoje. Dessa vez, o primeiro livro da coleção, Inferno, ganha uma nova tradução publicada pela Companhia das Letras e lançada em dezembro de 2021.

Em sua obra, Dante fala sobre o espiritual cristão de vida após a morte segundo as Sagradas Escrituras, abordando os três reinos divinos através de uma alma cristã - partindo da consciência do pecado no Inferno, passando pela purificação interior no Purgatório até chegar à visão de Deus no Paraíso. O primeiro livro da trilogia explora o "Inferno", criado pelo anjo caído Lúcifer, que é composto por nove círculos, sendo que o leitor da obra será guiado por cada um deles através de 34 cantos.

Crédito: Reprodução / Companhia das Letras
Crédito: Reprodução / Companhia das Letras

Com o intuito de trazer a clássica obra de Dante para os atuais leitores brasileiros desfrutarem, os tradutores Emanuel França de Brito, Maurício Santana Dias e Pedro Falleiros Heise falam, em entrevista à Aventuras na História, que acreditam que grandes obras da literatura precisam ser sempre relidas:

Elas dizem muito sobre quem somos, de onde viemos e, muitas vezes, até para onde vamos. Elas nos ajudam a entender o pensamento humano através dos tempos, tão importante quanto outras áreas do saber."

A nova tradução de "Inferno" vem com a promessa de deixar o texto mais fluido e envolvente para novos leitores, tornando a leitura mais acessível. Segundo os tradutores, eles tentaram se manter fiéis à obra original de Dante enquanto a traziam para o português brasileiro do século XXI - isso sem deixar de usar formas linguísticas de outros séculos que já eram consagradas na literatura:

São 700 anos que nos separam de Dante e a nossa tradução não quer apagar isso, da mesma forma que Dante não quis apagar no seu poema toda uma tradição literária na qual ele se apoia. Assim, as dificuldades para traduzir que enfrentamos foram inúmeras, principalmente por termos optado em deixar marcas do passado e do nosso tempo seguindo o mesmo rigor métrico, rítmico e de rimas usado por Dante. A nosso favor contou o fato de termos feito o trabalho a três, o que nos deu a oportunidade de discutir, literalmente, cada vírgula do texto."

Embora alguns séculos separem os tempos atuais e os tempos de Dante, o trio espera que a nova adaptação de Inferno possa atrair leitores mais jovens para compreender um momento histórico diferente do que vivemos hoje:

Uma tradução feita com responsabilidade não pode ter como objetivo apenas trazer o autor até o leitor, mas principalmente levar o leitor ao mundo do autor. Para isso, os jovens leitores precisarão entender que o momento histórico, político, religioso e científico de Dante é completamente diferente do nosso, e precisarão de um grande esforço para sair do nosso tempo e ir até o tempo de Dante. Mas a recompensa é enriquecedora, independentemente da idade.”

Emanuel, Maurício e Pedro, que pretendem seguir com as traduções das outras obras da Divina Comédia, também afirmam que, sem dúvidas, os desafios para trazer essa grande obra aos tempos atuais irão aumentar. Afinal, “o próprio Dante adverte o leitor no início do Paraíso a respeito de sua capacidade de segui-lo, que deverá ser muito maior do que havia sido no Inferno", destacam.

A obra foi lançada no dia 1 de dezembro de 2021 pela Companhia das Letras e já pode ser adquirida através da Amazon nas versões eBook e física de capa dura. E para incentivar ainda mais os leitores a iniciarem uma obra tão grandiosa quanto "Inferno", os tradutores ressaltam:

Dante é um daqueles autores enormes que faz parte do imaginário popular principalmente pelo Inferno, e que conhecemos de certo modo mesmo sem tê-lo lido. Mas quando tomamos contato com sua obra percebemos que ela é muito maior do que o senso comum consegue replicar. A Comédia é um poema que expõe a busca por conhecimento e por autoconhecimento, naturais a todo ser humano. E o caminho a ser seguido é o mesmo que outras correntes de pensamento também propõem: primeiro se conhece a escuridão para depois se enxergar a luz."

+Saiba mais sobre a nova tradução de “Inferno”, de Dante Alighieri, através da Amazon:

Inferno: Comédia, de Dante Alighieri, Emanuel França de Brito, Maurício Santana Dias e Pedro Falleiros Heise (2021) - https://amzn.to/3GEMlHl

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W