Vitrine » Divulgação

Milton Blaser promove exposição sobre Antropoceno, Patriarcado e a Invisibilidade e suas relações sociais

“Em se pisando tudo dá”, acontecerá no dia 26 de março às 13h, na Galeria Casagaleria Oficina de Arte, em São Paulo.

Redação Publicado em 17/03/2022, às 18h20

None
Divulgação/Amazon

No sábado, dia 26 de março, os visitantes poderão participar da exposição interativa “Em se pisando tudo dá”, do artista Milton Blaser, que acontecerá às 13h, na Galeria Casagaleria Oficina de Arte, em São Paulo. Cada sessão da exposição terá três intervenções: as instalações Prensa e Tiranias, as colagens digitais da série Antropogenias, uma intervenção na parede lateral de tijolos entre as duas salas reforçando a invisibilidade das pessoas e uma intervenção radical e ousada no teto da galeria repercutindo na estrutura da galeria.

Divulgação/Amazon
Milton Blaser

A mostra tem como objetivo apresentar a inter-relação das questões do Antropoceno, o Patriarcado e a Masculinidade e a Invisibilidade das pessoas, que atuam degradando tanto a natureza quanto o meio ambiente, como também e simultaneamente as relações entre homens e mulheres de todas as etnias, idades e nacionalidades, considerados como “os invisíveis”. Esses e outros questionamentos serão debatidos na exposição através da curadora Loly Demercian e do consultor em diversidade e inclusão social, Humberto Baltar.

Durante o evento, serão compartilhadas simulações com colagens digitais para representar como o capitalismo global levou o mundo à beira de uma crise ambiental irreversível, iniciando a era do Antropoceno, marcada por profundas alterações na Terra devido à atividade humana com predominância histórica do Patriarcado.

 “A possibilidade de se ver em obras de arte ainda é raridade na vivência de homens pretos. Embora no Brasil o Patriarcado seja a força motriz que impulsiona todas as esferas de poder, as masculinidades e paternidades pretas permanecem à margem dessa realidade. O apagamento e a invisibilização dos homens pretos os colocam num lugar de constante busca por ressignificação e reconhecimento, passando muitas vezes até mesmo pela reprodução de padrões nocivos, tóxicos e agressivos na busca por um lugar social que os atribua o papel de dominantes, potentes ou poderosos”, afirma Baltar.

Segundo o consultor, essa experiência de invisibilização é também comum às mulheres, aos povos originários, ao meio ambiente, às colônias e a tudo e todos que não são o marco zero do Patriarcado. O trabalho do Milton aponta o que acontece com essa visão de mundo em que há um ideal e todo resto é vítima”, relata.

Além disso, Baltar aponta que as obras da exposição retratam a inquietude e anseio de sujeitos marginalizados e invisibilizados de forma sutil e ainda assim contundente. “Senti-me convidado pelo artista a me envolver ainda mais na luta pelo mundo inclusivo, plural e diverso que eu quero deixar para o meu filho e todos os que vierem depois”, afirma o artista.

O  projeto busca ainda, envolver e alertar o espectador sobre a relação entre o antropoceno, o patriarcado e a invisibilidade a fim de preservar as relações sociais e o meio ambiente.


+ Confira abaixo mais detalhes da programação da exposição:

Mostra individual O Homem, o Antropo, o Caos de Milton Blaser

Abertura: Dia 26 de março das 13h às 18h

Local: Casagaleria Oficina de Arte – Rua Fradique Coutinho, 1.216,

Vila Madalena, São Paulo. Telefone (11) 3841-9620

Horário de visitação: De 26/03/22 até o dia 23/04/22, das 13h às 19h de terça a sexta, e aos sábados das 13h às 17h 

Entrada gratuita


Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime - https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis - https://amzn.to/2yiDA7W