Vitrine » Brasil

Obra revela plano insólito de alemães para assassinar D. Pedro I

Livro de Rodrigo Trespach revela a controversa história da Europa e da América do Sul durante o início do século 19

Victória Gearini Publicado em 11/06/2020, às 15h04

Guerra Cisplatina (1811-1812)
Guerra Cisplatina (1811-1812) - Wikimedia Commons

O livro 1824, escrito por Rodrigo Trespach, revela o motivo da vinda dos alemães ao Brasil durante o Primeiro Reinado (1822-1831). O autor apresenta, ainda, a conturbada história da Europa e da América do Sul no início do século 19.

Por meio de cartas pessoais, documentos e uma grande bibliografia, ele relata a vida de líderes políticos, cientistas, militares, artesãos e camponeses, mostrando como a vida dessas pessoas foi arruinada por conta das guerras napoleônicas, revoluções sociais e tecnológicas.

[Colocar ALT]
Obra de Rodrigo Trespach / Crédito: Divulgação / Amazon

Rodrigo Trespach revela, ainda, como os alemães contribuíram para as primeiras colônias agrícolas do Brasil e para o surgimento da Igreja protestante no país. Além disso, conta como foi a participação de soldados alemães na Guerra Cisplatina — primeira invasão da Cisplatina por tropas portuguesas de D. João VI entre 1811-1812 — onde dois batalhões germânicos serviram na revolta ocorrida no Rio de Janeiro.

Considerado um fato inédito, o autor explica que neste período os alemães arquitetaram um plano mirabolante — junto com dirigentes argentinos — para matar o imperador brasileiro e detalha, ainda, esta operação. 

Publicada pela Leya Brasil, em geral, a obra tem como objetivo relatar a história do período imigratório dos alemães que vieram para o  Brasil, desde as suas tentativas de colonização na Bahia, até a influência da presença germânica no sul do país.

Disponível na Amazon, este livro contém 416 páginas e um caderno de imagens em cores. Além disso, a capa e o caderno de imagens foram planejados pelo renomado design Victor Burton.

Confira um trecho da obra de Rodrigo Trespach, disponível na Amazon: 

"Pequena embarcações à vela e remo se aproximam do faxinal do Courita, uma porção de terra próxima ao rio dos Sinos, não muito distante de Porto Alegre. Aguardando à margem esquerda do caudaloso curso d'água, no Porto das Telhas, está José Tomás de Lima, o último inspetor de um empreendimento do governo instalado na região, a Imperial Feitoria do Linho Cânhamo — com trabalho escravo, há mais de três décadas a Feitoria produz as cordas usadas pela marinha". 


+Saiba mais sobre Rodrigo Trespach por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Histórias não (ou mal) contadas : Revoltas, golpes e revoluções no Brasil, de Rodrigo Trespach (2017) - https://amzn.to/3dQfu4i

Histórias não (ou mal) contadas : Primeira Guerra Mundial, de Rodrigo Trespach (2018) -  https://amzn.to/3hjsjXh

1824: Como os alemães vieram parar no Brasil, criaram as primeiras colônias, participaram do surgimento da igreja protestante e de um plano para assassinar d. Pedro I, de Rodrigo Trespach (2019) - https://amzn.to/37fUu4A

O Lavrador E O Sapateiro. Memória, Tradição Oral E Literatura, de Rodrigo Trespach (2013) - https://amzn.to/3famglS

Histórias não (ou mal) contadas ; Escravidão, do ano mil, de Rodrigo Trespach (2018) -  https://amzn.to/2Ut1vKd

Histórias não (ou mal) contadas : Segunda Guerra Mundial, de Rodrigo Trespach (2017) -  https://amzn.to/37fDCel

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W