Vitrine » Hollywood

Paixão avassaladora e amante secreta: a intrigante vida sexual de Bruce Lee

Caso extraconjugal do ator com Ting Pei escandalizou o mundo ao ser revelado após sua morte

Victória Gearini Publicado em 03/06/2020, às 19h19

Bruce Lee no filme The Big Boss, em 1971
Bruce Lee no filme The Big Boss, em 1971 - Wikimedia Commons

Bruce Lee foi um grande ator, diretor, instrutor de artes marciais e filósofo, responsável pela criação do Jeet Kune Do, uma ideologia híbrida de artes marciais. No entanto, o que poucas pessoas sabem são dos detalhes intrigantes de sua vida íntima. 

Casamento com Linda Lee Cadwell

Linda conheceu Bruce Lee na Garfield High School, onde o instrutor de artes marciais deu uma aula de kung fu. Posteriormente, Lee tornou-se seu professor na Universidade de Washington, onde a jovem cursava sua graduação. 

A paixão foi imediata e logo começaram a namorar, até que em 17 de agosto de 1964 Bruce Lee pediu Linda em casamento. Um ano depois, a professora de artes marciais deu a luz ao primogênito Brandon Lee, e cerca de cinco anos depois nasceu Shannon Lee, a filha mais nova do casal. 

Linda Lee Cadwell, escritora e instrutora de artes marciais / Crédito: Wikimedia Commons

 

Logo depois da união, Bruce Lee abriu sua própria escola de kung fu, em que ensinava Wing Chun, com a ajuda de Linda. Aparentemente o casal vivia bem, sem conflitos e demonstravam estarem apaixonados, no entanto, o astro de Hollywood escondia um segredo profundo, envolvendo outra mulher. 

O romance secreto com Ting Pei 

Bruce Lee conheceu a atriz Ting Pei em 1972 no Hyatt Regency Hong Kong. Na ocasião a jovem tinha acabado de voltar da Suíça, e ao encontrar com Lee logo se apaixonou por ele. Para Linda, o marido e a artista de Taiwan eram apenas amigos e, até então, não havia se especulado na mídia um possível romance entre ambos. 

No entanto, em 20 de julho de 1973, Ting ganhou os holofotes, pois Bruce Lee foi encontrado morto em seu apartamento na 67 Beacon Hill Road, localizado em Hong Kong. Na época, a imprensa noticiou que o astro estava na casa de Ting Pei ensaiando o roteiro de Jogo da Morte, um filme da Colheita de Ouro no qual ele seria o protagonista.

Segundo o depoimento de Ting, o astro teria sentido dor de cabeça, portanto, ela teria lhe oferecido um comprimido de aspirina feito a partir de drogas experimentais. De acordo com a perícia, Lee teria ido dormir, mas quando não acordou para o jantar, Ting acionou a emergência. 

Atriz Ting Pei / Crédito: Wikimedia Commons

 

Ao chegar no hospital, os médicos decretaram sua morte, supostamente causada por uma reação alérgica que resultou em um edema cerebral. Na época muito se especulou da relação entre os atores, até que em 2013 Ting revelou que tinha um relacionamento íntimo com Lee e que estariam apaixonados. No entanto, a atriz negou ter tido relações sexuais com Lee no dia de sua morte. 

Após a morte de Lee

Linda ficou extremamente abalada com a morte do marido, até que em 1988 casou-se com Tom Bleecker, mas o relacionamento terminou em divórcio, em 1990. Cerca de um ano depois, ela conheceu o corretor Bruce Cadwell, com quem é casada até hoje. 

Em 1975 Linda escreveu o livro Bruce Lee: O Homem que Só Conhecia, que mais tarde originou o filme Dragon: The Bruce Lee Story. Além disso, foi responsável por elaborar a biografia The Bruce Lee Story, lançada em 1989.

Já Ting Pei casou-se em 1976 com Charles Heung, com quem teve uma filha chamada Candy Heung, em 1977. No entanto, o casal se divorciou no início da década de 80, e desde então Ting dedica-se à práticas budistas. 

Durante uma coletiva de imprensa, em 2003, Ting revelou que iria escrever sua autobiografia. No entanto, em 2008 se pronunciou novamente, alegando que não poderia publicar a obra, pois envolvia outras pessoas, entre elas Bruce Lee.


+Saiba mais sobre Hollywood por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Hollywood: 131, de Charles Bukowski (1998) - https://amzn.to/2UXDWKe

Cenas de uma revolução: o nascimento da nova Hollywood, de Mark Harris (2011) - https://amzn.to/3c6gqAr

O pacto entre Hollywood e o nazismo: Como o cinema americano colaborou com a Alemanha de Hitler, de Ben Urwand (2019) - https://amzn.to/2ViwOqO

Hollywood Babylon: The Legendary Underground Classic of Hollywood's Darkest and Best Kept Secrets (Edição Inglês), de Kenneth Anger (1981) - https://amzn.to/2RurMWU

O livro do cinema, de Vários autores (2017) - https://amzn.to/2VeOS52

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W