Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Jogador

Amir Nasr-Azadani: o que se sabe sobre possível execução de jogador do Irã?

Nas redes sociais, personalidades estão apoiando o jogador

Redação Publicado em 20/12/2022, às 16h58

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Imagem do jogador Amir Nasr-Azadani - Divulgação/Redes Sociais/Twitter
Imagem do jogador Amir Nasr-Azadani - Divulgação/Redes Sociais/Twitter

Amir Nasr-Azadani, 26, jogador de futebol profissional iraniano, está correndo o risco de ser condenado à morte após ter participado de protestos que reivindicavam os direitos das mulheres no país dele. Segundo informações da BBC via G1, o jogador está sendo acusado de integrar um grupo armado que foi responsável pela morte de três agentes de segurança no dia 16 de novembro, em Isfahan, cidade da região central do Irã. 

Segundo o governo do Irã, ainda não foi emitido nenhum veredicto contra o atleta, mas,  autoridades do país dizem que o crime foi confessado pelo jogador e ainda há provas que o envolvem e os demais réus, que no total são nove pessoas. 

Caso seja confirmado que Amir tenha utilizado arma de fogo, o código penal do Irã pode realizar uma sentença que leve o jogador a pena de morte. 

Redes sociais 

Nas redes sociais, dentro e fora do Irã, campanhas de apoio a Amir Nasr-Azadani vêm sendo veiculadas, e há ainda o temor de que sua "execução seja iminente".

Dentre as manifestações na internet, a cantora colombiana Shakira também se posicionou, no último domingo, 18, no seu Twitter. Na publicação, ela disse: "Hoje, na final da Copa do Mundo, só espero que os jogadores em campo e o mundo inteiro se lembrem de que existe um homem e companheiro de futebol chamado Amir Nasr, condenado à morte apenas por defender os direitos das mulheres". 

Além de Shakira, o jogador de futebol espanhol MarcBartra também publicou em seu Twitter: "Vamos ficar de braços cruzados e olhar para o outro lado? Basta. STOP". 

A Justiça do Irã disse, referente às manifestações, que vai continuar a: “atuar de forma decisiva, sem prestar atenção ao hype da mídia".

Ainda, o sindicato global de jogadores de futebol profissional (FIFPRO) comentou que se encontrava "chocado e enojado com a notícia de que o jogador de futebol profissional Amir Nasr-Azadani enfrenta a execução no Irã depois de fazer campanha pelos direitos das mulheres e liberdades fundamentais em seu país", e completou: "Prestamos solidariedade a Amir e pedimos que sua punição seja anulada imediatamente."

Assim que seu julgamento for concluído, Amir pode vir a enfrentar uma possível sentença de execução pelo delito de "moharebeh". 

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!