Notícias » Crimes

Casal preso por abandono acusa filha de ser uma sociopata de 22 anos

O casal Barnett teria presenciado a garota manchando espelhos da casa com sangue e tentando envenenar a própria mãe

André Nogueira Publicado em 26/09/2019, às 10h48 - Atualizado às 10h49

None
Reprodução

Um casal dos EUA foi acusado de abandono parental de uma filha de 6 anos após fugirem para o Canadá, deixando a menina sozinha em casa. Kristine e Michael Barnett acusaram a garota de ser uma adulta de 22 anos com nanismo. O caso ocorreu em 2013, mas só veio a publico recentemente, após os Barnett serem localizados.

Em entrevista ao Daily Mail, Kristine relatou que, após a adoção, os pais estranharam o fato da filha de 6 anos menstruar, ter pelos pubianos e dentes de adulto, além de uma linguagem bastante madura.

Crédito: Reprodução

 

“Ela fazia desenhos e escrevia que queria matar a família, enrolá-los em um cobertor e colocá-los no quintal”. A mãe teria começacado a esconder as facas da casa e ainda testemunhou a filha colocando agua sanitária em seu café. Em 2012, a menina foi internada após ter jogado a mãe contra uma cerca elétrica.

“Os médicos confirmaram que ela sofria de uma doença psicológica grave, diagnosticada apenas em adultos. Ela pulava de carros em movimento e manchava os espelhos de casa com sangue. Ela fazia coisas que uma criança nunca faria” disse Kristine.

Crédito: Reprodução

 

A mãe ainda relatou que no hospital psiquiátrico, Natalia admitiu ter 22 anos, o que culminou na mudança de sua data de nascimento, para que ela passasse por procedimentos médicos adequados.

Natalia fugiu e até hoje está desaparecida, enquanto o casal Barnett, que foi preso por abandono, espera julgamento em liberdade.