Notícias » Ditadura militar

Cinebiografia Marighella, de Wagner Moura, conta a história do guerrilheiro assassinado pela ditadura militar

Baseado no livro de Mário Magalhães, longa ainda não tem data de estreia no Brasil

Letícia Yazbek Publicado em 18/02/2019, às 17h00 - Atualizado às 17h09

Cartaz do filme Marighella, dirigido por Wagner Moura
Reprodução

Exibida para a imprensa no Festival de Berlim, na última sexta-feira, 15 de fevereiro, a cinebiografia Marighella foi recebida com aplausos. Dirigido por Wagner Moura, que faz sua estreia na função, o filme é uma adaptação do livro Marighella - O Guerrilheiro Que Incendiou o Mundo, de Mário Magalhães.

A produção acompanha os últimos cinco anos de vida do ex-deputado, poeta e guerrilheiro Carlos Marighella, assassinado pela ditadura militar em 1969.

O longa apresenta o contexto histórico a partir das consequências imediatas do golpe militar, em 1964, as ações de Marighella como um dos principais organizadores da luta armada contra a ditadura, até a morte do guerrilheiro, assassinado em uma operação da polícia.

Segundo a Folha de S.Paulo, a produtora do filme, Andrea Barata Ribeiro, afirmou ter ouvido de responsáveis pela distribuição do longa que “o momento não é adequado”. “Mas a gente acha que é totalmente adequado. E, se necessário, faremos um lançamento independente”.

Ainda sem data de estreia no Brasil, o filme terá sua primeira exibição oficial em uma ocupação do MTST, segundo Guilherme Boulos “Falei ontem com Wagner Moura, que reafirmou que o lançamento do Marighella no Brasil será numa ocupação do MTST. Vai ser histórico!”, escreveu em sua conta no Twitter.