Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Brasil

Finalização de cobrança de laudêmio para imóveis no litoral é aprovada

A PEC foi aprovada pelo plenário da Câmara na última terça-feira, 22; entenda

Redação Publicado em 23/02/2022, às 07h33 - Atualizado às 07h51

Imóveis próximos à praia de Copacabana, no Rio de Janeiro - Divulgação/Wikimedia Commons/bisonlux
Imóveis próximos à praia de Copacabana, no Rio de Janeiro - Divulgação/Wikimedia Commons/bisonlux

Na última terça-feira, 22, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) referente para retirar da União a propriedade exclusiva sobre os chamados ‘terrenos da marinha’.

A aprovação facilita a compra e venda de imóveis no litoral do país, por prever que a cobrança do laudêmio seja finalizada. Trata-se de uma taxa de 5% paga ao governo federal, em transações envolvendo propriedades próximas ao mar.

De acordo com informações publicadas pelo portal de notícias CNN, o texto que foi aprovado em dois turnos agora deve seguir para votação no Senado brasileiro.

“Fica vedada a cobrança de foro e taxa de ocupação das áreas de que trata o art. 2º (terrenos de marinha), bem como de laudêmio sobre as transferências de domínio, a partir da data de publicação desta Emenda Constitucional”, pontua um trecho da proposta.

No entanto, a PEC é referente somente ao laudêmio pago atualmente à União, e não inclui o fim da chamada ‘Taxa do Príncipe’ cobrada em transações imobiliárias em Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro, que são destinadas aos descendentes da família imperial.