Notícias » Pré-História

Marinheiros pré-históricos foram responsáveis por construir Stonehenge, afirma estudo

Caçadores-coletores teriam criado a primeira estrutura megalítica em 4 700 a.C., na França, e disseminado a ideia pela Europa

Letícia Yazbek Publicado em 12/02/2019, às 15h00

Monumento megalítico de Stonehenge, na Inglaterra
Monumento megalítico de Stonehenge, na Inglaterra - Getty Images

De acordo com um novo estudo, publicado na última segunda-feira, 11 de fevereiro, na revista Proceedings of National Academy of Sciences, caçadores-coletores que viviam no noroeste da França podem ter criado o famoso monumento megalítico de Stonehenge, na Inglaterra, além de outras estruturas semelhantes.

Nesta nova pesquisa, a arqueóloga Bettina Schulz Paulsson, da Universidade de Gotemburgo, na Suécia, pesquisou as idades de mais de 2 400 sítios megalíticos em toda a Europa. Ela concluiu que o primeiro deles surgiu por volta de 4 700 a.C., no noroeste da França. Esse é o único sítio que abriga túmulos que datam de 5 000 a.C., o que indica que os monumentos megalíticos se originaram nesse local.

Já em 4 300 a.C., estruturas parecidas começaram a surgir nas costas do sul da França e na Península Ibérica. O Stonehenge, localizado em Salisbury, foi construído por volta de 2 400 a.C..

Para Paulsson, a ideia de construir esses monumentos pode ter sido disseminada por marinheiros da época. Desenhos de cachalotes e animais marinhos gravados nos primeiros megalíticos da França indicam o interesse dos construtores pelo mar.

Enquanto alguns pesquisadores concordam com a teoria de Paulsson, outros afirmam que é necessário considerar a possibilidade de que pessoas de diferentes regiões tenham sido responsáveis pelas estruturas megalíticas.