Notícias » Mundo

Neymar compra NFT de R$ 6,2 milhões

Em suas redes sociais, o astro do Paris Saint-Germain revelou sua nova aquisição. Confira a arte!

Pamela Malva Publicado em 31/01/2022, às 23h00

Fotografia do jogador Neymar Jr.
Fotografia do jogador Neymar Jr. - Getty Images

No dia 21 de janeiro, o jogador Neymar Jr. anunciou em suas redes sociais que se tornou um dos mais novos detentores de um NFT. Segundo a plataforma OpenSea, a maior marketplace de NFTs do mundo, via O Globo, o astro do Paris Saint-Germain teria gasto mais de 1,1 milhão de dólares na compra (cerca de R$ 6,2 milhões).

No total, Neymar comprou duas artes da coleção Bored Ape Yacht Club (BAYC). A primeira delas, intitulada BAYC #6633, custou cerca de 517 mil dólares, ou R$ 2,7 milhões — e agora serve de foto de perfil do jogador —, enquanto a segunda, BAYC #5269, foi comprada por 613 mil dólares, ou R$ 3,29 milhões (confira abaixo!).

Acontece que, muito além das artes, a compra de um NFT do BAYC também garante acesso a eventos físicos e digitais exclusivos. Neymar e outros donos das artes, contudo, também podem criar produtos e novos projetos em cima de seus Bored Ape’s, já que, agora, eles detém os direitos comerciais do personagem.

Nesse sentido, em seu site, os responsáveis pelo Bored Ape Yacht Club afirmam que a ideia não é só comprar um avatar ou uma obra de arte. Segundo eles, o objetivo de se adquirir o NFT é como garantir uma carteirinha para um clube bastante exclusivo.

Além do jogador, grandes nomes do entretenimento, como o apresentador Jimmy Fallon e o rapper Eminem, já compraram uma das 10 mil peças do BAYC. Para Neymar, no entanto, os NFTs também representam uma oportunidade de negócio, já que, em novembro, ele afirmou que irá criar sua própria coleção, em parceria com a NFTSTAR.


O que é NFT?

A sigla de non-fungible token ("token não fungível", em tradução livre) representa uma modalidade que permite criptografar um arquivo digital de qualquer tipo, como imagens, fotos, vídeos e músicas em seus arquivos originais, e permitir que exista "itens autênticos", únicos no mundo, como se fossem uma só unidade de uma obra de arte.

Qualquer cópia sem a codificação NFT se trataria de uma cópia não autenticada, como um produto pirata ou, simplesmente, uma réplica, podendo gerar valor aos arquivos originais de um item digital. Diferente das criptomoedas, no entanto, os NFTs não são cambiáveis, visto que qualquer tramitação da peça resultará na alteração de seus dados.

Apesar disso, se os compradores quiserem gerar lucro com a peça adquirida, como um desenho gráfico ou um meme em vídeo, passam a ter o direito livre de seu uso; além de poder requisitar sua retirada em usos comerciais.