Notícias » Religião

Papa Francisco se reúne com chileno abusado por padre pedófilo

Durante a adolescência, Juan Carlos Cruz foi vítima do ex-representante Fernando Karadima, e hoje denuncia novos casos

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 21/06/2021, às 09h05

Fotografia do Papa Francisco durante evento
Fotografia do Papa Francisco durante evento - Wikimedia Commons / Jeon Han

O papa Francisco recebeu a visita do chileno Juan Carlos Cruz durante o último sábado, 19, no Vaticano, para contribuir com uma comissão contra abusos sexuais infantis. Durante a adolescência, o jovem foi violentado sexualmente por parte de um padre pedófilo, como revela o portal UOL.

Em seu perfil do Twitter, o chileno agradeceu a abertura do pontífice em dialogar sobre os casos omitidos pela Igreja Católica: "Hoje agradeci ao papa Francisco por minha nomeação e reafirmei meu compromisso em seguir ajudando sobreviventes de abuso sexual no mundo".

Desde março, o ativista faz parte da Pontifícia Comissão para a Tutela dos Menores, comitê criado pela papa para discutir medidas de combate à pedofilia dentro da instituição religiosa, compondo a cúpula com outras vítimas e ativistas da causa, incluindo o brasileiro Nelson Giovanelli, de Guaratinguetá, interior de São Paulo.

Juan foi uma das vítimas do ex-padre Fernando Karadima, que teve o estado clerical revogado em 2018, quando os abusos foram confirmados pelo episcopado do Chile — resultando também na demissão de bispos e outros membros da igreja que ocultaram denúncias de Karadima.