Castelo de Itaipava em Petrópolis - (Imagem: Shutterstock)
Brasil

Conheça 10 castelos para visitar no Brasil

Lugares incríveis para conhecer a arquitetura medieval no país

Redação EdiCase Publicado em 11/01/2023, às 18h00

 

Erguidos durante a Idade Média para proteger reis e rainhas de ataques inimigos, os castelos são um dos principais roteiros de quem viaja à Europa, mas engana-se quem pensa que a atração é exclusiva dessa região. No Brasil, existem diversos estados que possuem essas construções históricas.

Para quem sonha em conhecer ou se hospedar em um castelo, a Civitatis, líder em distribuição on-line de visitas guiadas, excursões e atividades em diferentes idiomas, lista os 10 castelos mais bonitos do país. Confira!

1. Castelo de Batel – Curitiba (PR)

Construído na parte nobre de Curitiba, no Sul do Brasil, este castelo foi idealizado pelo cafeicultor e cônsul honorário da Holanda Luiz Guimarães e é inspirado nos castelos franceses do Loire. A construção começou em 1924 e foi concluída em 1928. Hoje em dia, funciona como centro de eventos, mas, no passado, foi o cenário de festas ilustres e residência de importantes famílias da região. Outro ponto importante, principalmente para quem ama o Natal, é que o castelo é um importante ponto turístico de Curitiba nessa época do ano, pois recebe uma decoração especial durante as festividades natalinas.

2. Castelo de Itaipava – Petrópolis (RJ)

O castelo de Itaipava, localizado em Petrópolis/RJ, foi construído pelo barão J. Smith de Vasconcellos e pelos arquitetos Lúcio Costa e Fernando Valentim como uma reprodução de um castelo renascentista.
Antigamente, era conhecido como “castelo do Barão”, no entanto, atualmente, é um hotel de luxo que já serviu de cenário para várias novelas e filmes, além de ter sido frequentado por várias personalidades ilustres brasileiras. O castelo foi completamente construído com materiais trazidos da Europa, e a sua construção total levou cerca de cinco anos.

3. Castelo da Ilha do Fiscal – Rio de Janeiro (RJ)

O terceiro castelo da nossa lista também está no Rio de Janeiro. Situado no interior da baía de Guanabara, foi construído por ordem do imperador Dom Pedro II e fica ao lado do centro histórico do Rio de Janeiro. Está localizado na Ilha do Fiscal, famosa por ter sido o lugar onde ocorreu a última grande festa do Império antes da Proclamação da República, em 15 de novembro de 1889. O castelo é de estilo gótico-provençal, mas a decoração do seu interior é típica da época do Império.

4. Castelo de Pesqueira – Pesqueira (PE)

O castelo de Pesqueira é uma residência fortificada no estado brasileiro de Pernambuco ao estilo de Gaudí, arquiteto catalão. Foi planejada por um empresário da cidade em 1999 como um projeto de ampliação da própria casa. A decoração exterior conta com gárgulas, ameias e correntes, enquanto o interior está repleto de luxuosos lustres e obras de arte. Embora não esteja aberto ao público, não é nenhuma surpresa que essa construção tão curiosa tenha se tornado um importante ponto turístico da cidade.

5. Castelo da Villa Medieval – São José dos Campos (SP)

Inspirado em outras fortalezas europeias, como o castelo de Langeais, na França, e o de Monmouth, em Gales, o Castelo da Villa Medieval abriga atualmente o Centro de Artes Suzana Laïs de Mendonça, que realiza diversos eventos culturais privados. O castelo tem salas de música e de conferência para mais de 200 pessoas, além de salas de dança, estúdios para música, pinturas e até um spa.

Castelo Mourisco, no Rio de Janeiro (Imagem: Shutterstock)

6. Castelo Mourisco – Rio de Janeiro (RJ)

O Pavilhão Mourisco foi construído em 1905 a partir de desenhos de Oswaldo Cruz, um renomado médico brasileiro. Hoje em dia, abriga a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), uma instituição pública de referência considerada a mais importante na área de ciência e tecnologia em saúde da América Latina.

O edifício foi inaugurado em 1918 e mistura os estilos mouriscos e europeus. Foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e, devido à sua importância histórica, cultural e científica, também é candidato a Patrimônio Cultural da Humanidade.

7. Château Lacave – Caxias do Sul (RS)

O Castelo Lacave é uma impressionante fortaleza medieval de pedra, réplica de um mosteiro medieval espanhol do século XI. Começou a ser construído em 1968 e foi concluído dez anos depois. Está situado no meio de uma floresta de araucárias e é um dos pontos turísticos mais importantes de Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul. Um dado curioso: o castelo funciona como uma vinícola e produz uma linha completa de vinhos brasileiros. O melhor de tudo é que está aberto para visitação.

8. Castelo Zé dos Montes – Sítio Novo (RN)

Esse singular castelo do Agreste foi construído pelo próprio dono, Zé dos Montes, que afirmava que, quando era criança, tinha visões de uma senhora a qual pedia que ele construísse igrejas em lugares diferentes. Por isso, após aposentar-se, o próprio José dos Montes começou a construir esse castelo feito de cal e pedra com influência da arquitetura mourisca com traços europeus. A sua inspiração? De acordo com as palavras dele: “é tudo da mente”. O castelo é considerado um cartão-postal do pequeno município de Sítio Novo, que conta com aproximadamente 5 mil habitantes e fica a aproximadamente 100 quilômetros de Natal.

9. Castelo do Instituto Ricardo Brennand – Recife (PE)

O Instituto Ricardo Brennand, também conhecido como Castelo de Brennand, é uma instituição cultural sem fins lucrativos do Recife que já foi eleita duas vezes como o melhor museu da América do Sul, segundo o Traveler’s Choice Museums, do TripAdvisor.

O complexo de edifícios é inspirado no estilo Tudor e, embora seja uma construção contemporânea, apresenta alguns elementos decorativos originais, tais como uma ponte levadiça, relevos de brasões, outros elementos de estilo gótico e, claro, inúmeras obras de arte, como a versão ampliada da obra original “O Pensador”, de Rodin.

10. Castelo Furlani – Pederneiras (SP)

O último castelo da nossa lista foi construído em 1911 por Fausto Furlani, nascido na província de Trento, na Áustria (hoje Itália). Furlani emigrou para o Brasil em 1876 e decidiu construir um castelo similar aos da sua região. Um fato curioso é que ele foi construído usando os mesmos padrões de segurança que os castelos medievais, além de contar com portas de madeira e ponte levadiças para garantir a segurança dos moradores.


Por Juliana Rocha

 
 
Turismo cultura viagem entretenimento edicase Cultura & Entretenimento

Leia também

Como surgiu a criação do mito 'Tiradentes'


Bebê Rena: 5 coisas que você precisa saber sobre a história real que inspirou a série


Bebê Rena: O que aconteceu com a perseguidora da série na vida real?


Oppenheimer: O que aconteceu com a cidade secreta Los Alamos?


A condição curiosa que ator impôs para participar de ‘The Big Bang Theory’


Veja as origens de 5 pratos tradicionais da gastronomia brasileira