Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Brasil

‘Capitã Cloroquina’ é exonerada do Ministério da Saúde

Anteriormente, Mayra Pinheiro havia sido alvo de muitas críticas pela sua defesa do tratamento da Covid-19 com cloroquina

Pedro Paulo Furlan, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 14/02/2022, às 16h01

Mayra Pinheiro durante a CPI da Covid, em 2021 - Divulgação / Youtube (TV Senado)
Mayra Pinheiro durante a CPI da Covid, em 2021 - Divulgação / Youtube (TV Senado)

Conhecida como ‘Capitã Cloroquina’, Mayra Pinheiro atuava anteriormente como Secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, parte do Ministério da Saúde. No entanto, nesta segunda-feira, 14, ela foi exonerada de seu cargo e transferida para Subsecretária da Perícia Médica Federal da Secretaria de Previdência.

A informação foi publicada no Diário Oficial da União e explicita que seu novo cargo faz parte do Ministério do Trabalho e Previdência.

Pinheiro foi alvo de inúmeras críticas desde o início da pandemia, pois defendeu veementemente o uso de hidroxicloroquina como um tratamento para a covid-19, mesmo sem evidências científicas.

Seu depoimento foi foco de uma das sessões da CPI da Covid, no primeiro semestre do ano passado, 2021, no qual Mayra Pinheiro admitiu que recomendou o uso do remédio dias antes da falta de oxigênio em Manaus e ofereceu ajuda ao governo português para implementar o uso da cloroquina. 

Além de tudo, em seu currículo acadêmico, a médica e mais nova Subsecretária incluiu sua participação nos atos e manifestações do dia 7 de setembro, de 2021. As informações são do portal de notícias g1.

Pinheiro também defendeu as passeatas nas suas redes sociais, mesmo que as pautas destes atos fossem anti-democráticas e completas de ameaças.