Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / EUA

Enterrada viva por ex-marido, mulher consegue escapar de cova rasa nos EUA

Vítima foi esfaqueada, drogada e amarrada com fita adesiva antes de ser enterrada por homem

Redação Publicado em 21/10/2022, às 15h25

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Young Sook An e seu ex-marido, Chae Kyong An - Divulgação / Tribunal Superior do Condado
Young Sook An e seu ex-marido, Chae Kyong An - Divulgação / Tribunal Superior do Condado

Uma mulher escapou da morte depois de ter sido enterrada viva por seu ex-marido em uma floresta de Washington, nos EUA. Ela foi encontrada atrás de um galpão no jardim de uma residência por um xerife do condado de Thurston, pouco antes de 1h de segunda-feira, 17.

Young Sook An, de 42 anos, estava extremamene nervosa e gritava por socorro. "Meu ex-marido está tentando me matar", disse ela ao oficial, conforme apontam documentos apresentados ao Tribunal Superior do Condado. O suspeito do crime é Chae Kyong An, de 53 anos.

De acordo com o portal de notícias UOL, as fontes afirmam que a vítima estava suja, "tinha fita adesiva enrolada no pescoço, na parte inferior do rosto e nos tornozelos", além de "hematomas extensos nas pernas, braços e cabeça".

Como mencionaram as autoridades, o ex-companheiro de Young Sook foi acusado dos crimes de tentativa de assassinato, sequestro e agressão. Ele foi localizado pela polícia de Lacey na terça-feira, 18, conforme noticiou o jornal local Joltnews.

Atacada após pedir divórcio

Em depoimento, a vítima contou que foi atacada em casa, depois de conversar com Chae sobre o divórcio em andamento. Descontrolado, o homem teria prendido suas mãos com fita adesiva atrás das costas. Ele também colou fitas nos olhos, coxas e tornozelos da mulher.

Ainda em casa, Young conseguiu ligar para o número de emergência com seu Apple Watch, mas foi arrastada até a garagem, onde o homem quebrou o aparelho com um martelo. Em seguida, colocou a ex-companheira em uma van.

Chegando a um local no meio de uma floresta, ele começou a cavar a terra e colocou a mulher para fora do veículo, esfaqueando-a no peito.

"Ela foi drogada e colocada no chão. Ela podia ouvir o marido andando ao redor do buraco e sentiu a terra sendo colocada em cima dela", diz o relatório policial.

Contorcendo-se, a vítima conseguiu retirar a terra de seu rosto. Tempos depois, já de noite, conseguiu se livrar dos pedaços de fita adesiva, fugindo do local logo em seguida.

Cerca de 30 minutos depois, Young encontrou uma casa, sendo ajudada por um morador, que ligou para a polícia.

As autoridades conseguiram obter gravações das câmeras de seguranças de casas vizinhas nas quais a van de Kyong An aparece. Até o momento, não há data para o julgamento.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!