Notícias » Arqueologia

Esqueleto do século 4, encontrado em tumba etrusca, instiga pesquisadores

Os restos mortais estavam cercados de 40 vasos de cerâmica e outros artefatos bem preservados

Vanessa Centamori Publicado em 23/04/2020, às 10h10

Esqueleto da mulher, que foi encontrado na tumba etrusca
Esqueleto da mulher, que foi encontrado na tumba etrusca - Divulgação / Inrap

Na ilha francesa da Córsega, o Inrap (Instituto Nacional de Pesquisa Arqueológica Preventiva) realizou escavações importantes nos últimos meses, resultando na descoberta de necrópoles etruscas, na comuna de Aléria.

Entre os achados, os pesquisadores se depararam com uma tumba etrusca do final do século 4 a.C. De origem nobre, o sepulcro continha mais de duzentos objetos ainda preservados. Além disso, os arqueólogos foram surpreendidos com restos mortais de uma mulher, que estava deitada de costas, a cabeça inclinada para o lado esquerdo e os braços jogados ao lado do corpo.

Ela estava adornada com um par de brincos de ouro, dois anéis, e possuía uma liga de ouro e cobre nos dedos. Em torno da falecida, havia ainda 40 vasos de cerâmica e perto de sua cabeça, à esquerda, dois escifos - espécies de cálices com alças grandes, usados para armazenar vinho.

Vasos encontrados na tumba etrusca / Crédito: Divulgação / Inrap 

 

Já à direita, havia um pequeno jarro. Ao longo de uma das pernas, existia também outro escifo e mais três vasos de vinho, dessa vez, decorados com rostos femininos. Todas as cerâmicas pintadas são originárias da antiga região da Etrúria.

Os pés da mulher continham, por sua vez, dois potes com perfumes, pequenos copos com verniz preto, dois espelhos de bronze e mais um vaso. A falecida apresentava sinais de cortes de várias formas e tamanhos, alinhados ao longo do abdômen. Mais investigações devem em breve fornecer informações sobre a mulher, que parece ter tido importância significativa para os estruscos.