Notícias » Brasil

ONG afirma que Bolsonaro ameaça democracia brasileira: ‘Está cada vez mais hostil ao sistema democrático’

Em relatório, a Human Rights Watch comentou atitudes do presidente

Redação Publicado em 16/09/2021, às 07h14 - Atualizado às 08h20

Jair Bolsonaro, em agosto de 2020
Jair Bolsonaro, em agosto de 2020 - Getty Images

De acordo com um relatório divulgado pela organização não-governamental Human Rights Watch, o presidente do Brasil,Jair Bolsonaro, está ameaçando os pilares da democracia do país. As informações foram publicadas pelo portal G1.

Segundo o documento, Bolsonaro ameaça a democracia através de seus discursos, quando ataca o Supremo Tribunal Federal, quando ameaça as eleições presidenciais de 2022 e quando viola a liberdade de expressão de seus opositores.

O diretor da divisão das Américas da Human Rights Watch, Miguel Vivanco, afirmou que o governante brasileiro é um “apologista da ditadura militar” que “está cada vez mais hostil ao sistema democrático”.

“Ele está usando uma mistura de insultos e ameaças para intimidar a Suprema Corte, responsável por conduzir as investigações sobre sua conduta, e com suas alegações infundadas de fraude eleitoral parece estar preparando as bases para tentar cancelar as eleições do próximo ano ou contestar a decisão da população se ele não for reeleito”, pontua Miguel.

No Dia da Independência do Brasil, 7 de setembro, Bolsonaro realizou um discurso e afirmou que não iria acatar as decisões do ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes e ameaçou o STF.

“Ou o chefe desse poder enquadra o seu ou esse poder pode sofrer aquilo que nós não queremos", disse o presidente na ocasião.