Notícias » Pré-História

Peixe pré-histórico descoberto é “elo perdido” para entender a evolução da mão humana

As barbatanas da criatura de 380 milhões de anos também revelaram informações sobre a transição do ser marinho para a terra

Isabela Barreiros Publicado em 19/03/2020, às 07h30

Representação digital do Elpistostege watsoni
Representação digital do Elpistostege watsoni - Divulgação/Universidade Flinders

Um fóssil de um peixepré-histórico tornou-se um importante elo para que cientistas pudessem entender mais à fundo a evolução da mão humana. De acordo com a pesquisa realizada por paleontólogos da Universidade Flinders, na Austrália, revelaram que os "dedos" da espécie Elpistostege watsoni permitiram que ele fizesse a transição da água para a terra.

O animal parecia um tipo de tubarão de 1,5 m de comprimento. Ele também tinha grandes presas, uma cabeça achatada, um focinho longo e olhos pequenos. No entanto o que chamou a atenção dos pesquisadores foram suas barbatanas, que explicaram muito sobre a origem evolutiva da palma humana.

Crédito: Divulgação/Universidade Flinders

 

Os ossos dos seres dessa espécie já apresentavam uma semelhança com o que viria a se tornar o membro que temos hoje nas nossas extremidades. Segundo o paleontólogo John Long, da Universidade Flinders, “os dígitos articulados na barbatana são como os ossos dos dedos encontrados nas mãos da maioria dos animais”.

Além disso, o professor também afirma que “a descoberta empurra a origem dos dígitos nos vertebrados para o nível dos peixes e nos diz que o padrão para a mão dos vertebrados foi desenvolvido profundamente na evolução, pouco antes dos peixes saírem da água”.