Notícias » Estados Unidos

Por carros como 'videogame ao volante', Tesla é investigada

Os EUA estão analisando uma “funcionalidade de jogabilidade” em cerca de 580 mil veículos da empresa

Isabela Barreiros Publicado em 22/12/2021, às 13h23

Imagem ilustrativa de carro da Tesla
Imagem ilustrativa de carro da Tesla - Getty Images

Os Estados Unidos estão investigando formalmente a alegação contida em um relatório que afirma que carros da Tesla apresentam uma funcionalidade que permite que motoristas joguem videogame em uma tela de toque central ao volante nos carros da empresa.

A investigação está sendo realizada pela Administração Nacional de Segurança de Tráfego Rodoviário (NHTSA), e examinará cerca de 580 mil veículos elétricos e SUVs, dos modelos 3, S, X e Y, entre os anos 2017 e 2022.

De acordo com a agência, que publicou um documento com a avaliação preliminar nesta quarta-feira, 22, a funcionalidade, conhecida como “Passenger Play”, “pode ​​distrair o motorista e aumentar o risco de acidente”.

Ainda segundo a NHTSA, os jogos estavam disponíveis desde “desde dezembro de 2020 em veículos equipados com Tesla ‘Passenger Play'”, no entanto, o recurso “era habilitado apenas quando o veículo estava estacionado”.

Segundo o New York Times, há um aviso na funcionalidade: “Jogar enquanto o carro está em movimento é apenas para passageiros.” Ainda pede-se a confirmação de que o jogador é um passageiro, embora o motorista possa jogar ao apertar um botão.

A investigação avaliará “o potencial de distração do motorista do Tesla 'Passenger Play' enquanto o veículo está sendo dirigido” e ainda “os aspectos do recurso, incluindo a frequência e os cenários de uso do Tesla 'Passenger Play'”.

O relatório inicial da NHTSA não listou colisões ou ferimentos em decorrência do recurso de videogame nos carros da empresa.

A Tesla não chegou a se posicionar sobre a questão, como destacou a agência Reuters. No entanto, o próximo passo da agência americana deve ser uma análise de engenharia para que, caso seja comprovada a falha, seja exigido um recall da empresa.