Notícias » Estados Unidos

Vacinação torna-se obrigatória para trabalhadores de Nova York

Segundo o prefeito Bill de Blasio, a medida visa enfrentar uma nova onda de contaminações pela Covid-19

Redação Publicado em 27/12/2021, às 13h54

Bill de Blasio, prefeito de NY
Bill de Blasio, prefeito de NY - Getty Images

Entrou em vigor nesta segunda-feira, 27, a medida que obriga funcionários municipais, professores e trabalhadores do setor privado a se vacinarem contra a covid-19 na cidade de Nova York, nos EUA.

A partir de agora, quem descumprir a ordem poderá ter de pagar multa no valor de mil dólares, o equivalente a cerca de 5,6 mil reais.

Segundo o prefeito de NY, Bill de Blasio, a decisão de tornar a vacina obrigatória foi tomada como forma de enfrentar a nova onda de contaminações pelo coronavírus, que se tornou ainda maior com o surgimento da variante Ômicron.

Said, o gerente de uma loja de souvernirs em Manhattan, declarou à agência RFI que não há qualquer problema em exigir a vacinação de seus funcionários, uma vez que já estão todos imunizados.

"É assim mesmo, precisamos seguir as regras. Tudo o que eu quero é manter a loja aberta, então vacinem-se e venham comprar aqui", brincou o homem. Ele considerou necessária a obrigatoriedade da vacinação para setores como o comércio, por manter contato frequente com clientes.

"Algumas pessoas continuam totalmente contra a vacina, então é uma boa ideia", declarou.

Conforme a fonte, cerca de de 184 mil empresas são atingidas pela nova medida, sendo que caberá aos patrões garantir que seus funcionários estejam imunizados. Caso alguém se recusar a tomar o imunizante, poderá ser demitido ou mesmo ter de trabalhar remotamente.